Antônio Martins da Cruz Jobim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Armas do barão de Cambaí.

Antônio Martins da Cruz Jobim, primeiro e único barão de Cambaí, (Rio Pardo, 20 de novembro de 1809São Gabriel, 17 de junho de 1869) foi um comerciante brasileiro.

Filho de tenente José Martins da Cruz Jobim, português da freguesia de Jovim, no concelho de Gondomar, e de sua primeira esposa, Eugénia Rosa Joaquina Pereira Fortes, Antônio foi enviado jovem ao Rio de Janeiro para aprender sobre comércio, tendo alcançado grande fortuna.

Sua meia-irmã, Maria Joaquina, foi bisavó do famoso cantor Tom Jobim1 .

Durante a Revolução Farroupilha, colaborou com o lado legalista, tendo por isso sido agraciado com a Imperial Ordem da Rosa, com a comenda da Imperial Ordem de Cristo e finalmente com o título de barão, em 1859. Durante a Guerra do Paraguai, Antônio fez duas importantes doações para ajudar nos gastos com a guerra.

Residiu por muitos anos em São Gabriel, onde faleceu.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • PORTO ALEGRE, Achylles. Homens Illustres do Rio Grande do Sul. Livraria Selbach, Porto Alegre, 1917.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.