Antônio Nunes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lico
Informações pessoais
Nome completo Antônio Nunes
Data de nasc. 9 de agosto de 1951 (63 anos)
Local de nasc. Imbituba (SC),  Brasil
Informações profissionais
Período em atividade Como Jogador: 1970-1984 (14 anos)
Como Treinador: 1989
Clube atual Aposentado
Posição Ex-Treinador e Ponta-esquerda
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1970-1972
1973
1974-1975
1976-1979
1979-1980
1980-1984
Brasil América-SC
Brasil Grêmio
Brasil Figueirense
Brasil Avaí
Brasil Joinville
Brasil Flamengo





0126 000(20)
Times/Equipas que treinou
1989 Brasil Avaí 24 (9V 7E 8D)

Antônio Nunes mais conhecido como Lico (Imbituba, 9 de agosto de 1951), é um ex-futebolista e ex-treinador brasileiro que atuava como ponta-esquerda.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Nascido em Santa Catarina, Lico começou sua carreira profissional no América de Joinville, em 1970. Dois anos mais tarde, passou pelo Grêmio e, em seguida, retornou ao futebol catarinense, atuando por Figueirense, Avaí e Joinville.

Em 1980, Lico se mudou para o Rio de Janeiro, onde foi jogar pelo Flamengo. Teve a felicidade de atuar ao lado de craques como Zico, Leandro, Andrade, Júnior e Adílio, fazendo parte equipe rubro-negra campeã da Libertadores da América e do Mundial Interclubes em 1981. Em vários momentos daquela geração Lico foi um titular com papel importante quer seja fazendo gols ou gerando oportunidades de gol com cruzamentos, tabelas e deslocamentos em velocidade pelas laterais ou pelo meio.

Após duas cirurgias no joelho, Lico se viu obrigado a encerrar a carreira em 1984 aos 33 anos.

Depois da aposentadoria nos gramados, Lico alternou projetos no futebol, ora como treinador, ora como diretor ou supervisor técnico, sempre em clubes do Sul, como o Londrina e o Avaí. Também foi gerente de futebol no Joinville.

Uma curiosidade sobre Lico é que ele não tinha habilidade para dirigir carros, e quando atuava pelo Figueirense nunca saía com seu "broto", pois não sabia dirigir. Luiz Éverton, colega de Lico no Figueira o ensinou a dirigir no pátio do clube. Depois disso, Lico criou uma grande amizade com Luiz.

Atualmente vive em sua terra natal e é técnico de um time amador local.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Figueirense
Joinville
Flamengo

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Sérgio Lopes
Djalma Cavalcanti
Técnico do Avaí Futebol Clube
1989
1989
Sucedido por
Djalma Cavalcanti
Hélio dos Anjos