Antônio Pedroso de Alvarenga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde abril de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Antônio Pedroso de Alvarenga natural de São Paulo, foi sertanista de renome. Era filho de outro Antônio Pedroso de Alvarenga, fidalgo português, e Anna Ribeiro natural de São Vicente.

Em 1602, adolescente, integrou a bandeira de Nicolau Barreto ao Guairá. Em abril de 1616 partiu de São Paulo com tropa à sua custa, internando-se 300 léguas. Achou-se, segundo descreve Pedro Taques de Almeida Pais Leme, «no centro do grande rio Paraupava, ao Norte da Capitania que hoje é da de Goiás, e encaminha suas águas a sepultá-las no caudaloso rio do Maranhão», ou seja, o rio Amazonas.

Seria o rio Paraopeba, caso em que Antônio Pedroso de Alvarenga seria o primeiro conquistador a penetrar tais sertões goianos! Tinha deixado São Paulo com Lázaro Costa, o chefe da bandeira, a 13 de julho de 1615. Haviam estado no sertão dos carijós, como era então chamado o Sul do território brasileiro. Em maio de 1616 Costa voltou a São Paulo e Alvarenga ainda permanecia no sertão em dezembro de 1616.

Casara com Ana Correia, do Espírito Santo mas morreu em São Paulo em deixar geração. Silva Leme o chama «nobilíssimo» e descreve sua família em sua «Genealogia Paulistana», volume V página 422.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.