Anthrax

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Anthrax
Anthrax durante peformace no Sonisphere Festival em Sofia, Bulgaria, 22 de junho de 2010
Informação geral
Origem Nova Iorque, NY
País  Estados Unidos
Gênero(s) Heavy metal,[1] thrash metal,[2] [3] [1] groove metal,[2] speed metal,[2] [1] metal alternativo[4] [5] [6]
Período em atividade 1981 – atualmente
Gravadora(s) Island Def Jam, Elektra, Megaforce, Sanctuary
Página oficial www.anthrax.com
Integrantes Scott Ian
Joey Belladonna
Charlie Benante
Frank Bello
Jonathan Donais
Ex-integrantes John Bush
Rob Caggiano
Dan Spitz
Paul Crook
Dan Lilker
Neil Turbin

Anthrax é uma banda de heavy metal dos Estados Unidos, fundada em Nova York em 1981 pelo guitarrista Scott Ian e o baixista Dan Lilker.[7] Foi uma das mais populares bandas no cenário do thrash metal dos anos 80, notáveis pela sua combinação de metal com hardcore punk e música alternativa, graças ao sucesso de seus primeiros álbuns, fazem parte das "quatro grandes" bandas do thrash metal juntamente com Metallica, Slayer e Megadeth.[8] [9] [10]

Durante sua carreira, influenciaram fortemente o thrash metal com seus três primeiros discos, ao longo dos anos tem mudado o seu estilo musical, desde o lançamento do single "I'm The Man", incorporando elementos do rap. O grupo também é considerado um dos primeiros a ter lançado o gênero rap metal.[11] [12]

Com o lançamento do "Stomp 442" e "Volume 8: The Threat is Real", por causa de seu fracasso comercial, a banda estava muito perto da dissolução.[10]

Em 2003, após um retorno nos estilos groove/thrash metal com o álbum "We've Come For You All",[13] em 2011 foi lançado o álbum de grande sucesso comercial e já apontado por muitos fãs como um dos melhores trabalhos da banda o "Worship Music".[14]

Os integrantes participaram diversas vezes em programas de televisão, incluindo Married... with Children, WWE RAW e NewsRadio. Também apareceram em filmes como Run Ronnie Run (como a banda fictícia Titannica) e Calendar Girls.

História[editar | editar código-fonte]

Década de 1980[editar | editar código-fonte]

Formada em Julho de 1981, o Anthrax é a uma das bandas mais importantes do cenário thrash, inicialmente composta por Scott Ian (segundo guitarrista), Danny Lilker (primeiro guitarrista), Dave Weiss (bateria), John Connelly (vocal) e Kenny (baixo). O nome da banda foi inspirado no nome de uma bactéria chamada Bacillus anthracis que os integrantes encontraram em um livro de biologia.[7] "Howling Furies" foi uma das primeiras músicas que Scott escreveu, juntamente com Dave. A banda fez suas primeiras apresentações no porão de uma igreja.

Meses depois a banda passou por suas primeiras mudanças na formação: saíram Kenny e Dave, entrando Paul Kahn e Gregg D'Angelo em seus lugares respectivamente.[7] No início de 1983 gravaram uma demo que continha "Across the River", "Howling Furies" e "Panic", entre outras. Ainda neste ano, gravaram outra demo, agora com Charlie Benante na bateria, que chamou a atenção da recém formada gravadora Megaforce Records.[7] Danny "Dan" Spitz (ex-Overkill) juntou-se à banda, no lugar de Danny Lilker, que assumiu o baixo no lugar de Paul Kahn (que deixou a banda).[7]

Joey Belladonna, o vocalista considerado parte da formação clássica da banda.

No fim de 1983 gravam o primeiro LP Fistful of Metal, de onde saiu alguns de seus principais clássicos, tais como "Metal Thrashing Mad", "Panic" e "Deathrider", porém só foi lançado em janeiro de 1984.[7] Ocorrem mais mudanças: Danny Lilker é trocado por Frank Bello (na época, roadie da banda). Joey Belladonna é recrutado para os vocais e, em 1985, gravam o EP Armed and Dangerous,[7] que garante um contrato com a Island Records.

No mesmo ano o Anthrax grava seu segundo LP, que seria um grande marco da banda e da cena thrash: Spreading The Disease, que foi origem de grandes hits da banda como "A.I.R", "Madhouse", "Gung-Ho" e "Medusa".[7] A música e o videoclipe de "Madhouse" chegaram a ser praticamente proibidos na Europa por mostrar a banda pulando feito loucos (se divertindo). O LP vendeu mais de 100 mil cópias só nos Estados Unidos, e o mesmo na Europa. Scott Ian formou nessa época um projeto paralelo, o Stormtroopers of Death (ou simplesmente S.O.D., como ficou conhecida), juntamente com o baterista do Anthrax e com o ex-baixista do Anthrax, Danny Lilker.[7]

1986 foi um ano de apresentações e turnês intensas. Em janeiro de 1987 saiu o terceiro álbum, Among the Living[7] (dedicado entre outros a Cliff Burton do Metallica), considerado o melhor álbum da banda e um dos maiores clássicos do thrash metal. As primeiras quatro canções desse álbum são considerados hinos da banda, sendo que são executadas em todas as apresentações. Outro hit é "Indians", falando sobre o expurgo e a caçada contra os índios na colonização dos Estados Unidos. A canção "I Am The Law" fala sobre o personagem de quadrinhos Judge Dredd, ou Juiz Dredd.

Ainda nesse ano eles tocaram no Donington's Monsters of Rock e lançaram o EP I'm The Man, que conta com a canção "I'm The Man", uma mistura de rock com rap em tom de deboche,[7] algo inusitado para uma banda de thrash metal na época. O EP contém ao todo seis canções: "I'm The Man" de estúdio com censuras nos palavrões, "I'm The Man" de estúdio sem censuras, "Sabbath Bloody Sabbath" do Black Sabbath, "I'm The Man" ao vivo sem censura e recheado de palavrões e versões de "Caugh In A Mosh" e "I Am The Law" ao vivo.

Em 1988 saiu o primeiro VHS, N.F.V. (Oedivnikufesin) (nome que segue uma brincadeira feita pela banda, que lido ao contrário, revela-se Nisefukinvideo), além do quarto LP, State of Euphoria. Nesse ano também lançam outro EP na Europa, Penikufesin, Com quatro novas canções, uma versão francesa de "Anti-social" e uma regravação de "Now It's Dark" de State of Euphoria.

Década de 1990[editar | editar código-fonte]

Anthrax ao vivo em agosto de 2009 em Knebworth, Inglaterra com o vocalista John Bush.

O quinto LP, Persistence of Time, saiu em 1990, mantendo o mesmo peso dos anteriores, porém meio sem graça segundo a crítica.[7] Durante a gravação desse álbum, o estúdio da banda entrou em chamas[7] contando com hits como "Time", "Got the Time", "Keep It in The Family", "In My World" e "Blood". Em 1991 é lançado Attack of the Killer B's, com apresentações ao vivo, canções nunca lançadas e também "Bring the Noise", outra mistura de rock com rap, gravada com o Public Enemy.[7] Depois disso assinam um contrato com a Elektra Records, e, para a tristeza de muitos fãs, o vocalista Joey Belladonna é despedido por divergências musicais, em março de 1992.[7]

Alguns meses se passaram na busca de um novo vocalista e John Bush é convidado. O novo álbum, Sound of White Noise é lançado um ano após a saída de Joey.[7] O som da banda continua pesado, porém não tão rápido como era costume da banda.[15] Em 1993 e 1994, tocaram em algumas trilhas (Last Action Hero e Airheads).

Em 1994 foi lançado o primeiro álbum ao vivo, Live the Island Years. Em Março do ano seguinte, Danny Spitz saiu da banda e não houve um substituto.[7] A guitarra é revezada por Dimebag Darrel (do Pantera), Scott e Paul Crook no álbum Stomp 442.[7] Em 1996 a banda realizou turnê pelos Estados Unidos e Europa.

Em 1997 surgiram rumores de que a banda iria terminar, o que não aconteceu. O Anthrax criou a Skism Records, um selo próprio para gravar o próximo álbum. Volume 8: The Threat is Real é lançado em fevereiro do ano seguinte. Em março saiu também uma coletânea Moshers (1986 - 1991).

Década de 2000[editar | editar código-fonte]

Anthrax ao vivo em 2009 no "INmusic festival" em Zagreb capital da Croácia com o vocalista Dan Nelson.

O que ninguém poderia imaginar é que, depois de aproximadamente quinze anos de ter batizado a banda, Scott Ian teria que dar entrevistas sobre o nome escolhido. É que depois dos atentados terroristas a Nova Iorque em 2001, todos os jornais divulgaram uma onda de contaminação pela bactéria Bacillus anthracis causando alguns transtornos para o grupo. Foi quando Scott publicou em seu site oficial que o nome da banda havia mudado para Basket Full of Puppies, mas tudo não passava de uma brincadeira em resposta a uma piada feita por Jay Leno.[7] Nesse ano também lançam a coletânea Madhouse - The Best of Anthrax, com todos os maiores hits da banda.

Em 2003 o Anthrax lançou We've Come for You All,[15] pela Nuclear Blast seguido do álbum ao vivo Music of Mass Destruction lançado um ano depois.[7] Com o reforço de Rob Caggiano nas guitarras, o álbum foi eleito um dos melhores de toda a carreira do grupo, tanto pelo público quanto pela crítica. A faixa "Safe Home" ainda ganhou um videoclipe com a participação especial do ator Keanu Reeves, amigo pessoal e grande admirador da banda. Outros hits da banda são as canções "What Doesn't Die" e "Strap It On".

Em 2004 o baixista Frank Bello anunciou sua saída do elenco da banda para integrar o Helmet. Pouco tempo depois o Antrax colocou nas lojas o DVD ao vivo Music of Mass Destruction, trazendo um registro de uma apresentação gravada em Chicago, nos Estados Unidos. Algum tempo depois o grupo voltou a chamar a atenção com o disco The Greater of Two Evils. O material reuniu no repertório os principais clássicos da carreira do Anthrax lançados entre 1984 e 1990, contando com os vocais de John Bush, enquanto as versões originais traziam Neil Turbin ou Joey Belladonna à frente dos microfones.

A grande novidade na trajetória musical do grupo estava para acontecer no dia 1º de abril de 2005. Depois de um bom tempo longe do elenco da banda, o ex-vocalista Joey Belladonna voltou a assumir os vocais. Com a banda em sua formação clássica chegou às lojas o CD e DVD ao vivo Alive 2, reunindo grandes sucessos da carreira do grupo.[7] Após 18 meses no Anthrax, Scott Ian anunciou o fim da reunião da formação clássica por causas não divulgadas e Joey Belladonna saiu da banda novamente.[7]

Em 2007 foi anunciado que o novo vocalista da banda seria Dan Nelson (Devilsize) e que Rob Caggiano voltaria a ser o guitarrista. No fim de 2008, Scott Ian anunciou que a banda estava em estúdio preparando um novo álbum. Após o álbum ficar pronto, o baterista Charlie Benante anunciou no site do grupo que Worship Music provavelmente seria lançado em maio de 2009. Em julho o empresário da banda, Izvor Zivkovic, afirmou que Dan Nelson estava fora da banda devido a problemas de saúde. Nelson negou tudo, dizendo que ele havia sido demitido. Os restantes show do Anthrax em 2009 contaram coma presença de John Bush nos vocais. Em fevereiro de 2010, após performances no festival Soundwave na Austrália, Bush disse que a banda pretendia regravar várias faixas do futuro álbum com ele como vocalista.

Década de 2010[editar | editar código-fonte]

Anthrax no Wacken Open Air 2013

Bush deixou a banda pois, segundo o próprio, não queria ser membro permanente. Joey Belladonna retornou ao Anthrax no início de 2010, para os shows de verão no meio do ano, e se comprometeu a gravar um disco de estúdio com a banda.[16] Em meados de 2010 a banda entrou em turnê como parte do "Big Four"[17] com as bandas Megadeth, Metallica e Slayer. O show da banda em Sofia, Bulgária, resultou na gravação de um DVD em conjunto.[18] [7] [15] [19]

Em junho de 2011 a banda lançou o single "Fight 'Em 'Til You Can't" (do futuro álbum) em seu site como download gratuito. Em 13 de setembro foi finalmente lançado o tão aguardado Worship Music[20] com os vocais totalmente gravados por Belladonna. O álbum foi um sucesso para os fãs e para a crítica: a revista e Metal-Rules escolheu Worship Music como o melhor disco de heavy metal de 2011; a canção "I’m Alive" foi nomeada ao Grammy Award na categoria Melhor Performance de Hard Rock/Metal, tornando-se a quarta canção da banda nomeada na premiação até a data. Em 2011 e 2012 a banda excursou por diversos países em vários festivais.[21]

Em janeiro de 2013, o Anthrax anunciou a saída de Rob Caggiano.[22] Uma semana depois, Jonathan Donais do Shadows Fall juntou-se a banda para ser guitarrista de turnê, e veio a ser membro permanente em agosto do mesmo ano.[23] De acordo com os músicos da banda, eles estão trabalhando em um novo álbum que é esperado para 2014/2015.[24] [25] [26]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Membros[editar | editar código-fonte]

Formação atual[editar | editar código-fonte]

Ao vivo[editar | editar código-fonte]

Cronologia dos membros[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Anthrax, Allmusic
  2. a b c Encyclopaedia Metallum - Metal Archives
  3. Pronin, Lizandra. Anthrax: Music of Mass Destruction. RockOnline, 21 de setembro de 2005
  4. Anthrax - Sound of White Noise Brutalmetal.com
  5. Volume 8 - The Threat Is Real by Anthrax: Reviews and Ratings Rate Your Music
  6. "We've Come for You All by Anthrax: Reviews and Ratings". Rate Your Music. Retrieved 2012-06-22.
  7. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w Encyclopaedia Metallum - Metal Archives (Read more about Anthrax)
  8. Garry Sharpe-Young p. 94.
  9. Luca Signorelli, 2001 p. 27.
  10. a b Stephen Thomas Erlewine & Greg Prato. Anthrax Biograpy. Página visitada em 15-3-2010.
  11. Mike DaRonco. I'm the Man > Overview. Página visitada em 18-4-2010.
  12. Mike DaRonco. Rap metal. Página visitada em 18-4-2010.
  13. Johnny Loftus. We've Come For You All review. Página visitada em 15-3-2010.
  14. Anthrax: ad Ottobre festeggiano i 25 anni con "Worship Music". Página visitada em 14-3-2010.
  15. a b c About.com
  16. It's Official: Joey Belladonna Rejoins Anthrax For Tour, Studio Album Blabbermouth.net (May 10, 2010). Página visitada em May 19, 2010.
  17. Metallica, Slayer, Megadeth, Anthrax: The First 'Big Four' Photo Blabbermouth.net (June 15, 2010). Página visitada em May 30, 2014.
  18. Paine, Andre (June 10, 2010). Metallica Heading To Cinemas Billboard.. Página visitada em June 19, 2010.
  19. Anthrax: Joey Belladonna comenta seu retorno à banda whiplash.net. Página visitada em 19/3/13.
  20. Bezer, Terry (June 3, 2011). Anthrax Set Release Date For ‘Worship Music’ Metal Hammer.. Página visitada em October 2, 2011.
  21. Ouellette, Mary (January 25, 2012). Rockstar Mayhem Fest 2012: Slipknot, Slayer, Anthrax + More Loudwire.. Página visitada em May 31, 2014.
  22. Guitarist Rob Caggiano Quits Anthrax Blabbermouth.net (January 4, 2013). Página visitada em January 4, 2012.
  23. Fanelli, Damian (August 14, 2013). Anthrax Reveal New Guitarist: Jon Donais of Shadows Fall Guitar World.. Página visitada em August 24, 2013.
  24. Childers, Chad (January 26, 2013). Anthrax’s Scott Ian Envisions Late 2013 Start for Next Studio Album Loudwire.. Página visitada em March 20, 2013.
  25. Anthrax Begins Writing New Album Blabbermouth.net (September 16, 2013). Página visitada em September 16, 2013.
  26. Anthrax Looking At Summer 2014 For New Album Release; Live DVD Due By End Of The Year Brave Words & Bloody Knuckles. (July 1, 2013). Página visitada em August 2, 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]