Antiga Sinagoga de Gaza

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Sinagoga Antiga de Gaza foi construída em 508 d.C., durante o domínio bizantino da região, e suas ruínas foram descobertas em 1965. Localiza-se na antiga cidade litorânea da Faixa de Gaza, conhecida então como Maiumas, no atual distrito de Rimal da cidade de Gaza.[1]

Descoberta[editar | editar código-fonte]

Em 1965 arqueólogos egípcios descobriram as ruínas do edifício e imediatamente divulgaram o fato - embora até então descrevendo-o como uma igreja. Um mosaico de três metros de altura e quase dois de largura, descoberto posteriormente, mostrando o rei Davi com uma coroa e tocando uma lira ao lado de uma inscrição com o seu nome em hebraico, teve sua data estimada entre os anos de 508 e 509.[2] Os arqueólogos egípcios haviam declarado originalmente que o mosaico mostrava Orfeu, uma figura da mitologia grega; pouco tempo depois da sua descoberta, no entanto, a face de Davi foi revelada. Quando as forças armadas israelenses capturaram a Faixa de Gaza durante a Guerra dos Seis Dias, em 1967, o que restava da obra foi removido para o Museu de Israel e restaurado.[3] [4]

Referências

  1. Ancient synagogues. Dan Urman, Paul Virgil McCracken Flesher. pg. 368.
  2. Ancient synagogues. Dan Urman, Paul Virgil McCracken Flesher. p.73.
  3. The Arab Campaign to Destroy Israel, American Jewish Committee
  4. Israel Museum