Antoine François Andréossy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Officier général francais 3 etoiles.svgAntoine François Andréossy
Antoine-François Andréossi
François-Andréossi, conde do Império, nascido em 7 de março de 1761 em Castelnaudary, gravura de Joseph Eymar, museu nacional dos castelos de Malmaison e de Bois-Préau, Rueil-Malmaison
Nascimento 7 de março de 1761
Castelnaudary
Flag of Midi-Pyrénées.svg Província de Languedoc
Morte 10 de setembro de 1828 (67 anos)
Montauban
País Royal Standard of the King of France.svg Reino da França,
Flag of France 1790-1794.PNG Reino da França,
França Primeira República Francesa,
França Primeiro Império Francês,
Naval Ensign of the Kingdom of France.svg Restauração francesa
Força Artilharia
Engenharia
Estado-Maior
Anos em serviço 1787 - 1828
Hierarquia General de divisão
Comandos Dépôt de la Guerre
Governador de Viena
Batalhas/Guerras Guerras revolucionárias
Guerras Napoleônicas
Cerco de Mântua (1796-1797)
Batalha de Chebreiss
Condecorações Legião de Honra
(Grã-cruz)
Ordem da Coroa de Ferro
Ordem de São Luís
Relações Bisneto do engenheiro François Andréossy
Tio do general Victor Antoine Andréossy
Outros Serviços hidrógrafo, diplomata

Antoine François, conde Andréossy (Castelnaudary, 7 de março de 1761 – Montauban, 10 de setembro de 1828) foi um general e diplomata francês de origem nobre e linhagem italiana.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Castelnaudary (Aude), teve uma brilhante carreira na escola de artilharia em Metz. Em 1781, depois de formado participou da Guerra Civil Neerlandesa (1787). Após o início das Guerras revolucionárias francesas, Andréossy serviu sob o comando de Napoleão Bonaparte, comandando o Exército de Terra Francês estacionado na fronteira com a Itália, depois de junho de 1796, servindo com distinção na Batalha da Ponte de Arcole e no Cerco de Mântua.

Promovido a brigadeiro em novembro de 1797, em julho seguinte, comandou a flotilha francesa no rio Nilo, e depois serviu como assistente de Louis-Alexandre Berthier na Síria. Retornou para a França junto com Napoleão, auxiliou-o durante o golpe de Estado de 18 de brumário, e em 6 de janeiro de 1800 foi promovido a Général de Division.

De particular importância foi o seu mandato como embaixador para o Reino da Grã-Bretanha, e depois para o Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda brevemente em 1803, durante a curta paz que se seguiu aos tratados de Amiens e Lunéville. Andréossy repetidamente alertou Napoleão de que o governo britânico desejava manter a paz, e que deveria ser tratado com consideração. Seu conselho, no entanto, foi desconsiderado. Quando Napoleão se tornou imperador fez de Andréossy inspetor-geral de artilharia e em 24 de fevereiro de 1809, concedeu-lhe o título nobiliárquico de conde do Primeiro Império Francês.

De 1808 a 1809 Andréossy foi embaixador francês em Viena, onde demonstrou sua hostilidade ao Império Austríaco, em contraste com a sua simpatia demonstrada para com a Inglaterra em 1802-1803. Na guerra de 1809, Andréossy foi governador militar de Viena durante a ocupação francesa. Em 1812 foi enviado por Napoleão como embaixador para Constantinopla, onde continuou a política iniciada por Horace Sébastiani. Em 1814 após a queda de Napoleão, Andréossy foi destituído do cargo por Luís XVIII.

Andréossy teve então uma vida exclusivamente privada, até que a fuga de seu antigo mestre da Ilha de Elba, mais uma vez trouxe-o de volta à carreira pública. Em 1826 foi eleito para a Académie des Sciences, e no ano seguinte foi deputado pelo departamento de Aude.

Em 10 de setembro de 1828, quando retornava para Castelnaudary após uma sessão legislativa, Andréossy morreu em Montauban, de uma "febre cerebral". Foi enterrado no cemitério oriental de sua cidade natal. O seu nome está gravado no pilar sul do Arco do Triunfo.

Publicações[editar | editar código-fonte]

Entre seus numerosos trabalhos estão os seguintes:

Referências

Wikisource  "Andréossy, Antoine-François". Encyclopædia Britannica (11th). (1911). Ed. Chisholm, Hugh. Cambridge University Press.