Anton Raphael Mengs

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Auto-retrato (1773)

Anton Raphael Mengs (Aussig, 12 de março de 1728Roma, 29 de junho de 1779) foi um famoso pintor neoclássico alemão. Filho de outro pintor, foi batizado com os nomes de dois grandes artistas do Renascença italiano que seu pai admirava: Antonio Allegri, conhecido por Correggio, e Rafael.

Foi pintor da corte na cidade de Dresden a partir de 1745, e, alguns anos mais tarde, partiu para Roma, tendo como objetivo completar a sua formação, assentada basicamente no classicismo. Na Cidade Eterna, tornou-se logo uma celebridade, principalmente devido aos retratos que produzia dos viajantes estrangeiros, especialmente ingleses. Devido ao seu ofício de retratista dos turistas, assim como sua tendência classicizante, era sempre visto como adversário de Pompeo Batoni, pintor italiano que compartilhava essas mesmas características.

Afamado em todo o continente europeu, foi convidado por D. Carlos III para trabalhar em Madrid, onde tornou-se o o primeiro pintor do rei, renovando o panorama pictórico local, ainda muito influenciado pelo rococó de pintores como Giaquinto e Tiepolo, que também estavam na Espanha a serviço do rei. Daí em diante, viveria entre Roma e Madrid até a morte.

Foi um dos precursores do neoclassicismo e influenciou toda uma geração de artistas italianos, alemães, ingleses e espanhóis.

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) pintor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Anton Raphael Mengs