Antonov An-3

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido (desde março de 2013). Ajude e colabore com a tradução.

Antonov An-3
New Zealand PW-51.svg
Um Antonov An-3 em uma feira de aviões em 1997
Descrição
Tipo Aeronave multi-propósito
Fabricante Antonov
País de Origem  União Soviética
Primeiro voo 13 de maio de 1980 (34 anos)
Introdução Anos 1990
Produção Anos 1990-presente
25 produzidos
Tripulação/Equipa 2 - piloto e co-piloto
Capacidade de
passageiros
12 passageiros
Capacidade de
carga
1 800 kg (3 970 lb)
Custo unitário US$ 1.500,00
Dimensões
Comprimento 14 metros
Envergadura 18,175 metros
Altura 4,235 metros
Área (asas) 71,51 m²
Propulsão
Motorização 1x Turboélice Glushenkov TVD-20-03
Potência 1 350 hp (1 010 kW)
Performance
Velocidade máxima 260 km/h
Velocidade de
cruzeiro
0.18 Ma
Razão de subida 5 m/s
Altitude máxima 4400 metros
Alcance (MTOW) 550 km


O Antonov An-3 é um avião soviético, então, construído na Ucrânia e Rússia , com poucas diferenças visíveis entre a produção de linhas civil multiuso e agrícolas. É, essencialmente, um Turboélice desenvolvido do An-2 projetado para atualizar ou substituir. O primeiro exemplar voou em 13 de maio de 1980, mas por causa de falta de interesse na construção, o lento projeto não foi concluído até 1991. É um dos poucos biplanos movido a turbina.

O projeto foi revitalizado no final de 1990, quando foi retomado por Polyot State Aerospace Enterprise, e uma campanha de marketing começou em 2000, embora as vendas tenham sido limitados. Ele está disponível em duas formas, a aeronave agrícola de base ( An-3SKh-"Selsko-Khosiajstwenni", Agrícola) e uma versão de transporte civil ( An-3T ), capaz de transportar 12 passageiros ou 1.800 kg (4.000 lb) de carga.

Embora seja chamado de An-3, este número não é atribuído sequencialmente. Antonov atribuiu ao plano porque ele foi concebido para substituir o An-2.

Outra tentativa de substituir o An-2 em fazendas soviéticas foi feita em 1970 com a WSK-Mielec Belphegor M-15, mas falhou.

A partir de 2007, o "Polyot" Production Association começou a atualizar os dez primeiros An-2s das tropas aéreas russas para o An-3T-10 padrão. As aeronaves produzidas são estimadas em cerca de 200 aviões.

Ícone de esboço Este artigo sobre um avião, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Antonov An-3