Apache Beehive

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Apache Beehive é um framework Java projetado para fazer o desenvolvimento de aplicações escritas no padrão J2EE rápido e fácil. Ele utiliza vários softwares livres da Apache Software Foundation (ASF ou fundação Apache), como o XMLBeans. Ele adotou as últimas inovações da versão 5 (ou 1.5) do Java, incluindo a especificação JSR-175 que trata sobre anotações (metadados) em atributos, métodos e classes. Ele é construído sobre um framework desenvolvido para a versão 8.1 da ferramenta BEA Weblogic Workshop da BEA Systems. A BEA decidiu, posteriormente, doar o código fonte para a fundação Apache.

História[editar | editar código-fonte]

A versão 8.1 do BEA Weblogic Workshop inclui um grande número de avanços sobre a versão 7.0. A versão anterior era mais focada na criação rápida de web services. Porém esta versão não obteve sucesso entre os desenvolvedores de software. Para a versão 8.1, a BEA criou uma IDE inteiramente nova que permitia a criação de aplicações de forma mais rápida. Esta versão obteve relativo sucesso e foi bem recebida pela comunidade de desenvolvedores. Porém, uma nova revolução nascia no universo Java na forma da plataforma de desenvolvimento Eclipse e provocou um movimento de migração em direção a ela. Apesar do Workshop 8.1 não ter sido tão bem sucedido como era a intenção da BEA, o framework desenvolvido para o Workshop acabou sendo reconhecido como um projeto sólido para o uso em outros servidores de aplicação J2EE, além do BEA Weblogic Server. Como consequência deste reconhecimento a BEA resolveu liberar o framework para a ASF.

Componentes do Beehive[editar | editar código-fonte]

Netui[editar | editar código-fonte]

Ele é um framework construído sobre o Apache Struts. O Netui permite a centralização da lógica de navegação, estado, metadados e exceções das páginas, numa única classe de controle de Page Flow. Ele também inclui uma série de componentes que facilitam o trabalho de criação de grids e árvores em HTML/XHTML. Possui além disso uma boa integração com JavaServer Faces e Struts.

Controles[editar | editar código-fonte]

Disponibiliza um modelo único de configuração para o acesso de recursos típicos de aplicações corporativas. É um framework baseado em componentes e metadados que reduz a complexidade do ponto de vista dos clientes destes recursos.

Web Service Metadata[editar | editar código-fonte]

Um desenvolvimento da especificação JSR 181, que permite a criação de web services de maneira padronizada e simples. Ele se baseia em anotações em código.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]