Apameia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Fevereiro de 2011). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Trechos sem fontes poderão ser removidos.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing.
Pórtico da cidade de Apamea, Síria
Cardo máximo, a rua principal de norte a sul da cidade de Apamea (Síria)

Apameia (em grego: Απάμεια; em árabe: آفاميا‎, Afamia) é uma antiga cidade síria, situada a 50 quilômetros da atual Hama, junto ao rio Orontes. Foi construída no ano de 300 a.C. [carece de fontes?] pelo primeiro dos reis selêucidas, Seleuco I Nicator, que pôs o nome da cidade em homenagem a sua esposa, Apama,[1] filha de Artabazo.[2] Na era cristã, converteu-se em um importante centro de filosofia e conhecimento, chegando a ter uma população de mais de 500.000 habitantes.

Nesta cidade firmou-se a paz em 188 a.C., dois anos depois da Batalha de Magnésia, entre Antíoco III Magno e os romanos.

A maioria das ruínas conservadas pertencem à época do Império Bizantino.

Referências

  1. Estrabão, Geografia, Livro XVI, Capítulo 2, 4
  2. Estrabão, Geografia, Livro XII, Capítulo 8, 15
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Apameia