Aparecidinha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aparecidinha
—  Bairro do Brasil  —
Distrito Éden (Sorocaba)
Município Sorocaba
Área
 - Total aproximadamente 10 Km quadrados
População
 - Total aproximadamente 15,000
Rendimento médio mensal R$ 800
Limites (N)Éden (Sorocaba) (L)Mairinque,Alumínio, Itu,(O)Sorocaba(Centro)(S)Brigadeiro Tobias
Fonte: Não disponível

Aparecidinha é um bairro residencial e industrial da cidade de Sorocaba (São Paulo).

O bairro fica na zona leste da cidade de Sorocaba fazendo fronteiras com as cidades de Itu,Alumínio e Mairinque e os bairros de: Eden, a norte, Brigadeiro Tobias, a sul, e o Centro da cidade que fica a oeste e dista 14 km.

O bairro tem cerca de 15 mil habitantes tem uma área média com cerca de 10 km quadrados, possui duas escolas estaduais que são as escolas: Marco Antonio Mencacci e Accacio de Vasconcellos de Camargo e várias empresas ao seu redor ,tem como avenidas principais a Avenida 3 de Março e a Avenida Jerome Case, ao lado passa a rodovia José Ermírio de Moraes (Castelinho) que vai de Sorocaba a Itu.

A Aparecidinha cresceu muito ao longo dos anos com loteamentos e bairros anexos como o Jardim Josane,Villa Amato, Jardim Monteiro, Topázio, Jardim das Flores, Cohab, Mato Dentro, Bom Jardim, Serrinha, Cristal e Condominios fechados: Villa Alegro e Village Amato.

História e a imagem da santa[editar | editar código-fonte]

O bairro surgiu da formação de um arraial ao longo do córrego Piragibú. A atual Aparecidinha, na época era Piragibú do meio. O bairro era passagem de tropeiros que viajavam para o sul do país. A imagem da Santa foi trazida e deixada em 1782 por esses tropeiros que iam para o sul comercializar seus muares. A primeira imagem – diz a lenda – que foi feita por um índio e era de barro. Primeiramente essa imagem foi deixada num nicho sobre uma pequena árvore que ficava nas imediações do atual cemitério (onde tudo começou e onde está o Novo Santuário). Todos os tropeiros que por ali passavam, faziam suas orações (pedidos e agradecimentos) a Nossa Senhora para suas viagens. A vila passou, a partir de então, a chamar-se Aparecidinha.

Igreja[editar | editar código-fonte]

Foi construída em 1785 quando o português guarda-mor Antonio José da Silva mudou-se de Lorena (MG) para Sorocaba, fixando residência no bairro do Pirajibú do Meio e trouxe consigo uma imagem em madeira de Nossa Senhora Aparecida. Assim que chegou mandou construir uma capela em homenagem a santa. Esta foi a segunda igreja dedicada a Nossa Senhora Aparecida (a primeira foi a da cidade de Aparecida,SP). Nas imediações da Igreja havia um chafariz colocado em 1886 num largo (hoje nomeado Largo Antonio José da Silva) e haviam também várias casas construídas por escravos da época.

Romaria[editar | editar código-fonte]

As construções prediais em taipa são as atrações deste bairro histórico, distante 14 km de Sorocaba. Duas vezes ao ano são realizadas as Romarias de Aparecidinha, de tradição bicentenária, onde a imagem da Santa segue da Catedral Metropolitana de Sorocaba à Igreja da Aparecidinha no segundo domingo de julho, e retorna à Catedral em 1° de janeiro. Estes eventos reúnem milhares de fiéis que percorrem a pé os 14 km, acompanhando a Santa, em ação de graças e cumprindo promessas.

Contasse pelo antigos moradores que a romaria de Aparecida (nome oficial do bairro) teve seu início durante uma epidemia de febre amarela que dizimou grande parte da população de Sorocaba e região durante tempos passados. A quantidade de pessoas que faleciam era tão grande a ponto das autoridades locais ficarem preocupados, já que de cada 100 habitantes; oitenta e nove se encontravam contaminados e logo faleciam. Vendo que os moradores da região de Aparecida não faleciam e nem mesmo ficavam doentes; os religiosos manifestaram sua fé na imagem de Nossa Senhora que lá estava (pois um pouco antes do início da epidemia, a imagem foi levada do Bairro e colocada na catedral da cidade, sem a aprovação dos devotos locais) Sendo assim, pela fé, os devotos que frequentavam a catedral passaram a acreditar que a epidemia que se instalava na cidade tinha uma motivação "A santa não teria aprovado sua retirada da capela que leva seu nome". Não tendo mais outra alternativa o Monsenhor João Soares do Amaral, em sua fé, fez a seguinte promessa "que levaria todos os anos a imagem de Nossa Senhora a capela e depois em todo o primeiro do ano a traria de volta a catedral metropolitana) e assim foi feito, após a realização do ato; o monsenhor foi o ultimo a morrer vítima desta epidemia, nas escadas da catedral metropolitana.

Criminalidade[editar | editar código-fonte]

O bairro já foi bastante conhecido como um bairro de elevada taxa de criminalidade. Mas hoje devido seu crescimento com os novos bairros ao redor, como Jd. Topázio, Jd. das Flores e Vila Amatto está tendo mais atenção nessa parte, então com os rondas particulares, ronda escolar e policial, se houve pouco caso de acontecimentos de crimes no bairro e na redondeza.

Monumentos[editar | editar código-fonte]

Capela de Aparecidinha(o segundo santúario mais antigo do mundo dedicado a Nossa Snhora Aparecida). Casarão de Aparecidinha(Aconstrução mais antiga do Bairro) Novo Santuario de Aparecidinha(construido pela carência de espaço dos fiéis no Antigo Santuário).

Transportes[editar | editar código-fonte]

O bairro conta com 5 linhas de onibus sendo 4 urbanas e 1 interbairros as linhas urbanas são

  • 33 Mato Dentro

Que sai do Terminal São Paulo e tem ponto final no bairro do Mato Dentro ou Cristal

  • 34 Aparecidinha via Terra

Que sai do Terminal São Paulo passa por varias estradas rurais passa pelo bairro vai até o presidio e retorna ao bairro onde fica seu ponto final

  • 38 Aparecidinha via Eden

Que sai do Terminal Santo Antonio passa pela Zona Industrial depois pelo Eden passa nas Avenidas Conde Zeppelin e Jarome Case passa pela Aparecidinha e vai para o ponto final que fica no Jd. Josane

  • 48 Aparecidinha via Castelinho ou "Aparecidinha"

É a linha com maior número de usuários que passa no bairro Que sai do Terminal Santo Antonio passa pelo Santa Rosalia passa pela Rod. José Emirios de Moraes entra no bairro e passa pela suas principais vias até chegar no ponto final que fica no Jd. Josane. Às vezes essa linha passa pelo presidio.

E a Linha Interbairros 4 é a

  • 304 Interbairros Eden-Brigadeiro Tobias que sai do Eden passa pela Aparecidinha,Bairro do 25,ate chegar na AT Brigadeiro

Esporte[editar | editar código-fonte]

O bairro conta com seis times de futebol amador e uma escola de futebol.

A Escola Estadual Professor Marco Antonio Mencacci, tem uma das melhores equipes de futsal escolar da cidade de Sorocaba.

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

O bairro ainda sofre com problemas de infraestrutura comparado aos demais bairros, destacam-se o esgoto a céu aberto em algumas áreas e os problemas de saúde. O bairro possui uma UBS que não funciona 24 horas e frequentemente faltam médicos. A educação do bairro melhorou com a construção de uma creche no Jd. Josane. O bairro também conta com uma baixa taxa de comercialização; como exemplo podemos citar a falta de bancos, cartórios, entre outros. Recentemente foi construída uma Casa Lotérica e um posto de gasolina no bairro.

Clima[editar | editar código-fonte]

O bairro fica sob o Trópico de Capricórnio, no inverno a temperatura média durante a noite vária de 7 a 10 graus, sendo portanto, uma das temperaturas mais baixas de Sorocaba.

Presídio[editar | editar código-fonte]

Localizado na Av. Dr. Antonio de Souza Neto a P2 de Sorocaba, também conhecida como Presídio de Aparecidinha, é a maior penitenciária da região. Também no mesmo endereço se localiza a Fundação Casa de Sorocaba (FEBEM) e o CDP (Centro de Detenção Provisória) de Sorocaba.