Aperto de mão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou secção:
Um aperto de mão

O aperto de mão é, dependendo da cultura, um gesto social relevante que expressa um sentimento positivo de amizade, afinidade ou confiança entre dois seres-humanos.

Um aperto de mão pode ser uma forma de cumprimento ou saudação e pode também consolidar um acordo verbal ou informal entre duas pessoas ou entidades, ou até mesmo simbolizar a concretização de um contrato formal.

É comum na maioria dos países que pessoas do sexo masculino se cumprimentem dessa forma entre si. Ou entre mulher-mulher, homem-mulher quando são desconhecidos ou não têm tanta intimidade. No entanto, entre os árabes, o cumprimento normal entre dois homens amigos é a troca de beijos nas faces.

O aperto de mão pode significar em algumas culturas um gesto de confiança demonstrada na forma de submissão com que ambos ao fazer o gesto, demonstram que confiam na outra pessoa.

Caracterização do gesto[editar | editar código-fonte]

O gesto em si, que depende de duas pessoas, trata-se de estender uma das mãos de um para o outro, segurá-las e movimentar o braço para cima e para baixo.

Origem histórica[editar | editar código-fonte]

Egiptólogos encontraram em antigos templos egípcios hieróglifos representando uma mão estendida de um deus concedendo seu poder a um ser humano. Logo, nesta cultura, provavelmente, este era o único significado deste gesto.

Já os historiadores teorizam que a origem do aperto de mão vem dos primórdios da humanidade. É fato que os primeiros homo sapiens e alguns de seus antecessores andavam armados, visto a quantidade de predadores existentes no ambiente hostil onde habitavam. Mas não apenas inimigos não humanos como, por exemplo, o Tigre-dentes-de-sabre o homem primitivo tinha que enfrentar, mas também homens semelhantes a ele, visto também que os primitivos formavam tribos e estas não raramente eram rivais. Surgia então o aperto de mão, como um gesto de boa vontade para com o rival de outra tribo: um deles estendia a mão, vazia, para demostrar ao outro que não portava nenhuma armas e desejava um relacionamento pacífico.

Neste contexto, cabe salientar que as mulheres primitivas não carregavam armas e por isso não precisaram desenvolver a cultura do aperto de mãos. E os resquícios dessa cultura podem ser percebidos na atualidade, observando-se que as mulheres normalmente preferem formas diferentes do aperto de mãos para se cumprimentarem.1

Hoje em dia se comemora este ato de afinidade entre os seres no dia 21 de junho. E é uma data muito importante, assim como o Dia do Beijo ou do Abraço, são datas que simbolizam a união da humanidade e suas formas de demonstrar afeto.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Aperto de mão

Referências