Aplodinotus grunniens

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaAplodinotus grunniens
Aplodinotus grunniens

Aplodinotus grunniens
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Actinopterygii
Ordem: Perciformes
Família: Sciaenidae
Género: Aplodinotus
Espécie: A. grunniens
Nome binomial
Aplodinotus grunniens
Rafinesque, 1819

Aplodinotus grunniens, conhecido em inglês como freshwater drum, é um peixe de água doce da América do Norte e América Central. Esta é a única espécie do gênero Aplodinotus. Apesar de ter uma carne suculenta, muitos pescadores no Canadá e Estados Unidos desprezam esta corvina de água doce devido à grossa camada de muco que reveste as suas escamas e ao seu odor forte. O Aplodinotus grunniens possui uma bexiga natatória capaz de produzir sons. Acredita-se que estes sons estejam vinculados à atividade reprodutiva. Durante esta atividade, vários indivíduos em águas pelágicas de um determinado ecossistema e começam a "roncar". O Aplodinotus grunniens pode chegar aos 90 cm de comprimento e 25 quilos de peso.

Dependendo da região em que habita, este peixe é ainda chamado de shepherd's pie, silver bass, gray bass,1 Gasper goo, Gaspergou,2 gou,2 grunt, grunter,1 grinder, wuss fish, croaker e sheephead3 3 4 .1 2 5 6

Esta espécie ocupa a maior faixa de habitat latitudinal dentre todos os peixes de água doce da América do Norte.7 Assim como ocorre com outros membros da família Sciaenidae, o Aplodinotus grunniens tem hábitos noturnos e a maior parte dos espécimes capturados são fruto da pesca noturna. Este peixe é pescado comercialmente, mas o seu preço de mercado é baixo. Assim, muitos espécimes são pescados acidentalmente por pescadores que visam espécies de maior preço.8

A dieta do Aplodinotus grunniens é sobremaneira bêntica e composta de macroinvertebrados (especialmente larvas de insetos aquáticos e mexilhões bivalves), bem como de pequenos peixes, o que em certos ecossistemas resulta em um acúmulo excessivo de poluentes lipofílicos, como os PCBs, que são prejudiciais aos seres humanos (em alguns casos, a quantidade desses poluentes encontrados nesta espécie é mais de 16 vezes superior aos limites máximos preconizados).9 Todavia, o acúmulo de mercúrio na sua carne tende a ser menor do que na de outras espécies, já que este peixe não ocupa posições elevadas na cadeia alimentar.

Os otólitos do Aplodinotus grunniens são grandes e, no passado, os índios da América do Norte o utilizavam como adorno, moeda e talismã. Os otólitos podem ser usados ainda para estimar a idade do Aplodinotus grunniens, um método cuja precisão foi confirmada pela datação com radiocarbono.10 A espécie é sexualmente dimórfica, e as fêmeas alcançam um tamanho consideravelmente maior do que os machos.11 O Aplodinotus grunniens vive até os 72 anos de idade na região do Lago Vermelho, em Minnesota, e 32 anos no Rio Cahaba, no Alabama.12 Por meio da análise de otólitos seccionados encontrados em sítios arqueológicos próximos ao Lago Winnebago, em Wisconsin, determinou-se uma idade máxima de 74 anos para esta espécie (Davis-Foust, [1]).

Típico Aplodinotus grunniens, Lago Jordan, Alabama

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c Life History Notes: Freshwater Drum Ohio Department of Natural Resources, Division of Wildlife. Retrieved on 2007-07-14.
  2. a b c Freshwater Drum (Aplodinotus grunniens). Texas Parks and Wildlife. Retrieved on 2007-07-14.
  3. a b Lilabeth, Miranda and Alrene G. Sampang. Common Name of Aplodinotus grunniens. Fishbase. Retrieved on 2007-07-14.
  4. Cruz, Tess and Alrene G. Sampang. Common Name of Aplodinotus grunniens. Fishbase. Retrieved on 2007-07-14.
  5. Freshwater Drum: Nature Snapshots from Minnesota DNR. Minnesota Department of Natural Resources, Nature Snapshots. Retrieved on 2007-07-14.
  6. Fishes of North Dakota: Drum Family. United States Department of the Interior, United States Geological Survey, Northern Prairie Wildlife Research Center. Retrieved on 2007-07-14.
  7. Rypel, A.L., and J.B. Mitchell. 2007. Summer nocturnal patterns in freshwater drum (Aplodinotus grunnniens). American Midland Naturalist, 157: 230-234.
  8. "Nearshore Waters of the Great Lakes" (Government website). Environment Canada. Section 7.2.3. Retrieved on 2007-09-26.
  9. Rypel, A.L., D.R. Bayne, J.B. Mitchell and R.H. Findlay. 2007. Variations in PCB concentrations between genders of six warmwater fish species in Lake Logan Martin, Alabama, U.S.A., Chemosphere, 68: 1707-1715.
  10. Davis-Foust, Shannon L., Ronald M. Bruch, Steven E. Campana, Robert P. Olynyk, and John Janssen. 2009. Age validation of freshwater drum using bomb radiocarbon. Transactions of the American Fisheries Society 138:385–396.
  11. Rypel, A.L. 2007. Sexual dimorphism in growth of freshwater drum. Southeastern Naturalist, 6: 333-342.
  12. Rypel, A.L., D.R. Bayne and J.B. Mitchell. 2006. Growth of freshwater drum from lotic and lentic habitats in Alabama. Transactions of the American Fisheries Society, 135: 987-997.