Apneia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mergulho de Apneia na Peninsula do Sinai

Apneia (do grego, a = prefixo de negação e pneia = respirar) designa a suspensão voluntária ou involuntária da ventilação, ou a interrupção da comunicação do ar atmosférico com as vias aéreas inferiores e pulmões. Uma vez que a respiração em nível celular continua ocorrendo enquanto houver oferta de oxigênio suficiente nos pulmões, mesmo sem o contato com o ar atmosférico, os seres pulmonados podem sobreviver em apneia durante alguns minutos. Algumas baleias podem permanecer em apneia por mais de 90 minutos, enquanto que os seres humanos, em média, suportam cerca de 2 minutos. Alguns atletas especialistas conseguem ultrapassar os 5 minutos, mantendo a lucidez.

O mergulho em apneia ou mergulho livre é um esporte que abrange diversas modalidades, as quais consistem basicamente em o atleta permanecer o maior tempo submerso ou percorrer a maior distância ou profundidade sob a água e sem o auxílio de equipamentos para a respiração, ou seja, apenas com a reserva de ar de seus pulmões. Pode ser praticado em piscinas, rios, lagos ou no mar.

Atualmente o recorde mundial de apneia estática pertence ao francês Stéphane Mifsud, que em 2009 se tornou o ser humano com o maior tempo de apneia, com 11 minutos e 35 segundos sem respirar. [1]

Referências

  1. International Association for the Development of Freediving (em Inglês). Página visitada em 20 de fevereiro de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]