Apulu de Veii

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Detalhe do Apulu de Veii.

O Apulu de Veii é uma célebre estátua do deus etrusco Apulu, identificado com Apolo, preservada no Museu Nacional Etrusco de Villa Giulia, em Roma, Itália.[1]

A estátua provêm de um templo da antiga cidade de Veii, data do fim do século VI a.C. e pertence à tipologia dominante do kouros,[2] características que a inscrevem no período arcaico da escultura etrusca, que trai forte influência da escultura da Grécia arcaica. Foi realizada em terracota e recebeu pintura de superfície, que está ainda em bom estado. Fazia parte de um grupo de quatro estátuas instaladas no acrotério daquele templo.[1]

O deus está em atitude dinâmica, como se estivesse caminhando, e ilustra um episódio de seu mito, quando confronta Hercle (Hércules) pela posse da Corça de Cerineia, uma besta de cornos de ouro que era sagrada para sua irmã Artumes (Ártemis). Sua importância reside no fato de ser a única estátua em terracota em tamanho natural a sobreviver da rica tradição escultórica etrusca. Alguns estudiosos atribuem sua autoria ao escultor Vulca, o único artista etrusco a deixar seu nome na história.[1]

O grupo à qual pertence foi descoberto em 1916 em fragmentos, e foi restaurado pela primeira vez na década de 1920. O Apulu estava em melhores condições, mas faltam-lhe os dois braços e a ponta dos pés, além de ter uma abertura nas costas.[2] [3] Sua exibição pública consistiu uma relevação para os críticos e historiadores de arte da época, obrigando a uma revalorização da escultura etrusca, então desprestigiada.[1] Hoje a estátua é reconhecida como uma obra-prima e uma das mais importantes e emblemáticas relíquias daquela cultura, sendo extensivamente estudada por inúmeros pesquisadores. Recentemente foi lançado um projeto para sua completa restauração.[2] [3]

Referências

  1. a b c d Gardner, Helen; Kleiner, Fred S. & Mamiya, Christin J. Gardner's art through the ages: the western perspective. Cengage Learning, 2006, p. 156
  2. a b c Boitani, Francesca. The Opera. Projeto Apollo di Veio, Museo Nazionale Etrusco di Villa Giulia
  3. a b Guido, Tuccio Sante. Preservation and restoration of the great acroterial statue in terracota of Apollo di Veio. Projeto Apollo di Veio, Museo Nazionale Etrusco di Villa Giulia

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]