Araruama

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Araruama
"A Pérola dos Lagos"
Bandeira de Araruama
Brasão de Araruama
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 6 de Fevereiro
Fundação 6 de fevereiro de 1859 (156 anos)
Gentílico araruamense
Padroeiro(a) São Sebastião
CEP 28970-000
Prefeito(a) Miguel Jeovani (PR)
(2013–2016)
Localização
Localização de Araruama
Localização de Araruama no Rio de Janeiro
Araruama está localizado em: Brasil
Araruama
Localização de Araruama no Brasil
22° 52' 22" S 42° 20' 34" O22° 52' 22" S 42° 20' 34" O
Unidade federativa  Rio de Janeiro
Mesorregião Baixadas IBGE/2008 [1]
Microrregião Lagos IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande, São Pedro da Aldeia, Saquarema , Casemiro de Abreu, Silva Jardim e Rio Bonito
Distância até a capital 108 km
Características geográficas
Área 633,795 km² [2]
População 118 964 hab. Censo IBGE/2013[3]
Densidade 187,7 hab./km²
Altitude 15 m
Clima Tropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,718 (35º) – alto PNUD/2010 [4]
PIB R$ 1 264 898,775 mil IBGE/2010[5]
PIB per capita R$ 9 188,91 IBGE/2008[5]
Página oficial
Prefeitura www.araruama.rj.gov.br
Câmara www.cmararuama.com.br


Araruama é um município do estado do Rio de Janeiro, no Brasil. Localiza-se a 22º52'22" de latitude sul e 42º20'35" de longitude oeste, a uma altitude de quinze metros. De acordo com estimativas do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), até julho de 2013, sua população era de 118.964 habitantes, o que a referenda como a segunda maior população da Região dos Lagos[6] .

O município de Araruama estende-se por uma área de 635,4 km², marcados por planícies e alguns lagos, entre os quais a Lagoa de Araruama e a Lagoa de Juturnaíba – está situada entre os municípios de Araruama e Silva Jardim. Geograficamente é o maior município da Região dos Lagos.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

"Araruama" é uma palavra de origem tupi. De arara + 'y + 'u + -aba, significando lugar de as araras beberem água.[7] Algumas outras etimologias são aceitas, porém são controversas demais.

História[editar | editar código-fonte]

A cidade de Araruama foi ocupada de forma intensa pelos índios Tupinambás, populações horticultoras e ceramistas de origem amazônica, que deixaram marcante presença de suas aldeias desde tempos pré-coloniais. Urnas funerárias, tigelas pintadas, além de uma grande variedade de formas cerâmicas utilitárias são exemplos do que pode ser encontrado nos diferentes sítios arqueológicos da região. As aldeias já pesquisadas, Morro Grande, em particular, com data de 2.200 anos, estão entre as mais antigas ocupações desse grupo Tupi em território nacional.

O local que atualmente corresponde à cidade de Araruama integrava a capitania de São Vicente, doada a Martim Afonso de Sousa, ainda no Brasil Colônia (1534), mas as primeiras notícias sobre a ocupação do território foram dadas em 1575 através da expedição do governador da capitania do Rio de Janeiro, Antônio Salema, que ia para Cabo Frio e que dizimou centenas de franceses e indígenas.

Os registros sobre o território de Araruama datam de 1615, em consequência da fundação da atual cidade de Cabo Frio, a qual veio a promover o reconhecimento do Rio São João e da Lagoa de Araruama.

Em 1626, as terras de Araruama integravam as sesmarias doadas a Manuel Riscado que implantou uma serraria utilizando o pau-brasil e outras madeiras de lei.

Através do edital de 10 de janeiro de 1799 foi criada a freguesia de São Sebastião de Araruama, que pertenceu ao município de Cabo Frio até 1852, quando, por Lei Provincial nº 628, passou a integrar o município de Saquarema.

Em 6 de fevereiro de 1859, pelo Decreto Provincial nº 1.128, a freguesia de São Sebastião de Araruama foi elevada à categoria de Vila de Araruama devido à extinção da Vila de Saquarema.

A elevação de Araruama à categoria de cidade verificou-se em 22 de janeiro de 1890 através de decreto do governador Francisco Portela.

Em 1943 foi fundado o Parque Hotel em Araruama, um prédio inaugurado pelo presidente Getúlio Vargas como hotel e cassino, funcionando assim até 1946, quando o jogo foi proibido no Brasil. Permaneceu como hotel até o final da década de 1990, ficando alguns anos abandonado até se transformar numa unidade da FAETEC que hoje pode ser observada pelos turistas que a vêem no alto da Praça Antônio Raposo (foto).

O hino da cidade de Araruama foi incorporado à história da cidade em 1999 pelo compositor Pedro Paulo Pessoa Pinto.

Araruama Hoje

Atualmente, a cidade é conhecida em todo o estado do Rio de janeiro pela sua vocação comercial e, principalmente, pela sua vocação turística já que, logo após a construção da via lagos, Araruama passou por um processo de grande abandono turístico. Mas nos últimos anos vem crescendo e se recuperando rapidamente, ainda mais do que no passado. Os turistas são atraídos pelas praias, principalmente as oceânicas, banhadas pelas águas cristalinas do Oceano Atlântico. Também são atrativos as praças, parques, centros de gastronomia e centros de entretenimento.

Administração pública[editar | editar código-fonte]

Poder Executivo

O atual prefeito de Araruama é Miguel Alves Jeovani (PR), natural desta cidade, empresário, com ensino médio completo, eleito em 2012 pela primeira vez. Na eleição, teve o apoio dos partidos PR, PPS, DEM, PHS e PT do B, que formaram a coligação Mudar para Crescer. O atual vice-prefeito é Anderson Siqueira Moura, do PT do B. [8]

Poder Legislativo

O Poder Legislativo é representado pela Câmara municipal, composta por dezessete vereadores com mandato de 4 anos. Cabe aos vereadores na Câmara Municipal de Araruama, especialmente fiscalizar o orçamento do município, além de elaborar projetos de lei fundamentais à administração, ao Executivo e principalmente para beneficiar a comunidade.

  • Presidentes da câmara: André Luiz Mônica e Silva - PDT (2001-2002); Paulo Roberto Corrêa, Paulinho Corrêa - PAN (2005-2006); Jair Francisco do Prado, Jair do RX - PRONA (2007-2008); José Domingues Eurico, Zezinho - PPS (2009-2010); Marizeti Ramos de Andrade, Marizete - PMDB (2011-2012); Walmir de Oliveira Belchior, Amigo Walmir - PR (2013-2014); Carlos Alberto Siqueira da Silva, Russo do Ferro Velho - PTB (2015-2016).

Economia[editar | editar código-fonte]

Araruama tem uma economia bastante crescente e variada como, por exemplo:

Setor Turístico - representando uma Grande porcentagem econômica principalmente pelos distritos de Iguabinha e Praia Seca. Porém nos últimos anos o turismo vem crescendo rapidamente em Araruama junto com Búzios e Rio das Ostras, atraindo milhares de turistas e visitantes até as mais belas e variadas praias de todo o Estado. Também devemos observar que a rede Hoteleira (Hotéis e Pousadas) em Araruama vem crescendo recentemente desde 2010.

Setor Industrial - o sal é bem abundante em Araruama (extraído principalmente no distrito de Praia Seca, é um dos maiores de todo o Estado e todo o País), por isso as principais industrias se focalizam nisso, sendo extremamente muito bom para o município pois gera pouca ou nenhuma poluição, mantendo todo o equilíbrio e o ecossistema da Região. Indústrias da construção civil também têm se instalado em Araruama. Dentre elas, destaca-se a Oriente Construção Civil, uma das maiores do Estado do Rio e com sede no município. Indústrias de transformação também geram inúmeros empregos na cidade e estão situadas no Condomínio Industrial de Araruama, às margens da RJ-124.

Setor Rural - plantados e cultivados nos distritos de São Vicente e Morro Grande, representando a menor porcentagem da economia da cidade, temos a Banana, o Maracujá, o Aipim, o Coco, a Tangerina, o Limão e a Laranja. Mesmo com uma redução na produção, Araruama ainda é a maior produtora de frutos cítricos do estado do Rio de Janeiro.

Setor Pesqueiro - em todos os bairros ao redor da Lagoa de Araruama encontramos pequenos peixes tais como a Corvina, a Tainha, a Sardinha, e alguns outros frutos do mar como o Camarão, que representam também uma pequena porcentagem na economia. Porém, a grande parte desta porcentagem está no Mercado Municipal de Araruama, também conhecido como Mercado de Peixe (que há pouco tempo foi reformado pela Prefeitura). Lá, pode ser encontrado uma enorme variedade de frutos do mar, crustáceos e peixes.

Setor Comercial - destaca-se principalmente no Centro de Araruama e na Rodovia Amaral Peixoto, pelos vários Prédios e Edifícios tais como Bancos, cursos superiores, várias Lojas, Fast-foods, Shoppings, Concessionárias, Praças, Bares, Botecos, Restaurantes, supermercados, estacionamentos, feiras etc. Atualmente, os bairros de Vila Capri, Iguabinha, Bananeiras, Parati (principalmente a área da Praia do Barbudo), no entorno da Rodovia Amaral Peixoto, são os que mais crescem na cidade, economicamente e populacionalmente.

Setor Imobiliário - Araruama é atualmente a cidade que mais cresce, valoriza-se e desenvolve-se em toda a Região dos Lagos. Por conta da população, que nos últimos anos cresceu rapidamente, e da alta procura por apartamentos de classe média, classe média-alta, classe alta e hotéis de luxo, próximo à praia tem havido muito interesse nas construtoras por Araruama, tornando-a aos poucos a Principal Cidade da Região dos Lagos. Isso se deve à centralidade do município no mapa geográfico do Estado: Araruama está a pouco mais de uma hora da cidade do Rio de Janeiro e da cidade de Niterói. O mesmo tempo se leva até o município de Macaé. Vale ressaltar também a proximidade da cidade com o COMPERJ (Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro), maior investimento público em andamento no Brasil. De Araruama até o pólo, gasta-se 45 minutos. Atualmente, a cidade investe em atrair os futuros trabalhadores do COMPERJ para se tornarem moradores de Araruama.

Pelas leis municipais atuais, o gabarito máximo dos prédios construídos em Araruama é de 7 andares. Contudo, existem atualmente na cidade edifícios com 12 andares ou mais, o que a referenda como a cidade com os edifícios mais altos da Região dos Lagos. Essa decisão está para ser revista, possibilitando a construção de edifícios residenciais e comerciais de maior porte, principalmente nos bairros do entorno do Centro da cidade. Por possuírem fácil acesso à região central e terem uma infraestrutura mediana, bairros como Pontinha, Parque Hotel, Vila Capri, Mataruna, Boa Perna, Praça da Bandeira, Japão, Bananeiras, e Fazendinha passam por um crescimento populacional considerável, formando pequenos centros comerciais nos bairros.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O Município de Araruama localiza-se na costa do Estado do Rio de Janeiro, no centro da Região das Baixadas Litorâneas. Esta região subdivide-se em baixada litorânea (Região dos Lagos) e área serrana (Rio Bonito, parte de Silva Jardim, Casemiro de Abreu e Cachoeiras de Macacu).

Os limites do município estendem-se desde o litoral retilíneo - compreendendo parte da Restinga de Massambaba, localizada entre o Oceano Atlântico e as lagoas que caracterizam a região, das quais a mais importante é a Lagoa de Araruama, segunda maior do Estado - até a área serrana, onde se encontra a Lagoa de Juturnaíba, no limite com o município de Silva Jardim.

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima desta região é tropical, com precipitação anual pouco acima de 1.000 mm, atingindo a máxima entre dezembro e fevereiro, sendo julho e agosto os meses menos chuvosos. A temperatura média anual fica entre 22° e 24°C, com mínimas diárias de 19°C à 9°C no inverno, e máximas em muitos dias superiores a 35°C, no verão, embora chegue aos 40°C em dias mais quentes.

Lazer e Cultura[editar | editar código-fonte]

Ficheiro:Casa da cultura Araruama tur.jpg
A Casa da Cultura de Araruama

A Casa da Cultura[editar | editar código-fonte]

A Casa da Cultura de Araruama, pertencente ao patrimônio histórico da cidade, foi tombada pelo patrimônio histórico do Brasil, e atualmente é onde acontecem as exposições de peças antigas que resgatam a história, que tem por objetivo trazer: exposições temporárias, palestras, cursos, workshops, e também a memória do município, através de documentos, fotos e objetos, não só da cidade de Araruama, mas do Brasil, desde os índios até os séculos XIX, e XX, para a cultura e o lazer dos cidadãos Araruamenses, e dos turistas.

A Casa da Cultura tem por objetivo trazer à tona a memória do município, através de documentos, fotos e objetos. Além da urna funerária, um precioso símbolo das raízes culturais da região, as exposições na Casa da Cultura trazem ainda dezenas de reproduções de documentos históricos, fotografias de época, mobiliário estilizado, e objetos como uma pá usada em casas de farinha, máquina fotográfica de fole e até um celular dos anos 90, trazendo para bem perto dos visitantes aspectos diversificados, criando um verdadeiro mosaico do tempo.

Ficheiro:Faetec araruama rj.jpg
O Parque Hotel, fundado em 1943 pelo Presidente Getúlio Vargas

O Parque Hotel[editar | editar código-fonte]

O Parque Hotel de Araruama foi o projeto de um prédio para ser hotel e cassino no final dos anos 30, além de abrigar uma grande piscina com vista para praia. Daí, foi inaugurado em 1943 pelo então presidente da república do Brasil Getúlio Vargas, para funcionar como hotel e cassino, e assim funcionou até o ano de 1946, quando o jogo foi proibido no Brasil. O Parque Hotel continuou funcionando como hotel até o final da década de 1990, ficando alguns anos abandonado até se transformar numa unidade da Faetec (Fundação de Apoio à Escola Técnica).

Atualmente, o Parque Hotel funciona como O Hotel Escola Parque Araruama ou Faetec (Fundação de Apoio à Escola Técnica), com seu endereço na Rua República da Argentina nº 502, no Centro de Araruama, e é uma das principais instituições de ensino do Estado do Rio de Janeiro. Oferecendo desde o ensino de educação infantil até o ensino superior, além de vários cursos de formação técnica concomitantes com o ensino médio e de idiomas, o Hotel Escola Parque Araruama também oferece diversos cursos técnicos preparatórios, além de vários cursos profissionalizantes aos cidadãos da cidade. [9] O Parque Hotel hoje é um dos destaques turísticos da cidade e pode ser observada pelos turistas que a vêem no alto da Praça João Hélio (foto).

Ficheiro:Museu arqueologico de araruama.jpg
O Museu Arqueológico, construído na Fazenda Aurora, em Araruama, Data do ano de 1862.

O Museu Arqueológico[editar | editar código-fonte]

O Museu Arqueológico de Araruama está situado na sede da Fazenda Aurora, tombada pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac). O casarão imponente, um prédio de características neoclássicas, foi erguido em 1862 e todo restaurado para abrigar, desde 2006, o Museu Arqueológico. No século XIX, a Fazenda fez parte da rápida e próspera produção de café da região, que chegou a ter dois portos para escoamento dos grãos.[10]

O Museu Arqueológico localizado na Fazenda Aurora mantém ainda o engenho, as senzalas e a casa-grande, e preserva pinturas murais (trompe l’oeil) e trabalhos em estuque. Através de painéis e fotos e por meio de artefatos encontrados nos sítios arqueológicos de Araruama, o Museu Arqueológico conta a história da ocupação da Região dos Lagos pelos índios Tupinambás até serem dizimados. O acervo descoberto no sítio arqueológico de Morro Grande encontra-se no Museu Nacional, no Rio de Janeiro.[11]

O Museu Arqueológico expõe urnas funerárias, louças, peças em cerâmica e utensílios diversos, além de pinturas restauradas. Painéis informativos reforçam o aprendizado e funcionários e estagiários oferecem auxílio aos visitantes que buscam informações complementares. Além das peças de valor histórico, a estrutura do museu inclui também biblioteca virtual, biblioteca específica sobre a cultura dos índios Tupinambás, e salão de exposições temporárias.

Praças e Parques[editar | editar código-fonte]

  • Praça João Hélio
  • A Praça da Bíblia
  • Praça Escola
  • Praça de Eventos
  • Parque de Exposições
  • Praça Antônio Raposo
  • Praça da Bandeira
  • Praça de São Vicente
  • Praça do Mataruna
  • Complexo Esportivo do Barbudo

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Praias[editar | editar código-fonte]

  • Araruama possui diversas praias, tanto da lagoa (banhadas pelas águas calmas e quentes da Lagoa de Araruama), quanto oceânicas (banhadas pelas águas azuis e geladas do Oceano Atlântico).[12] As principais praias da cidade são:
Praia dos Amores

- Praia com grande concentração de jovens e onde ocorrem happenigs com barraquinhas e quiosques. É a praia mais procurada da cidade. (Praia banhada pela Lagoa de Araruama)

- Localização: Pontinha, Araruama, a 2 km do Centro, atrás do Clube Náutico.

Praia do Barbudo

- Praia dentro da enseada de Parati, com 250 m de extensão, com areia fofa e fina, águas calmas, mornas e transparentes, sendo um prolongamento da Praia do Coqueiral. Nela também há uma grande concentração de banhistas. É palco de vários shows, principalmente no verão, além de abrigar vários quiosques. (Praia banhada pela Lagoa de Araruama)

- Localização: Parati, Araruama, a 3 km do Centro.

Praia do Centro

- Ou também conhecida como Praia de Araruama ou Orla do Centro, esta Praia possui extensão de 1 km, margeada pela RJ-106, com formato de uma pequena enseada. Apresenta também areia clara e solta, com águas claras e mornas. Possui excelente infraestrutura (visto que sua localização encontra-se no Centro da Cidade), como por exemplo: ciclovia, calçadão, quiosques, bares, mesas e cadeiras públicas, sendo bem arborizada. Além de existirem vários prédios e edifícios comerciais e residenciais ao redor, também pode-se alugar pedalinhos, barcos ou lanchas para uso na Lagoa. Limita-se à direita a Praia do Hospício, e à esquerda a Praia da Pontinha. (Praia banhada pela Lagoa de Araruama)

- Localização: Centro, Araruama

Praia do Coqueiral

- Praia com 1,5 km de extensão, águas mornas e transparentes, areias brancas e soltas, sendo propícia ao banho. Possui áreas gramadas e é cercada por coqueiros, árvores de amendoeiras, casas de veraneio, quiosques, bares e restaurantes, sendo bastante frequentada. (Praia banhada pela Lagoa de Araruama)

- Localização: Coqueiral, Araruama, a 3,5 km do Centro.

Praia do Dentinho

- Praia agitada e com muitas ondas, ideal para a prática do surf, banho, passeio de barco, iate e lancha. (Praia banhada pelo Oceano Atlântico)

- Localização: Avenida Atlântica, Distrito de Praia Seca, Araruama, a 21 km do Centro.

Praia da Espuma

- Praia bastante conhecida pela grande concentração e alto teor de salinidade, sendo também cercada por diversas rochas. Mesmo assim, é própria para o banho. (Praia banhada pela Lagoa de Araruama)

- Localização: Lake View, Araruama, a 8 km do Centro.

Praia do Gavião

- Praia com extensão de 1,5 km, águas mornas e transparentes, pouco profundas e com alto teor de salinidade, areia fofa e fina. Possui diversos ancoradouros e é propícia ao banho e à prática de esportes náuticos. Sua orla abriga diversas árvores amendoeiras, quiosques, área para estacionamento, além de vôlei de praia, áreas gramadas e diversas casas de veraneio. (Praia banhada pela Lagoa de Araruama)

- Localização: Bananeiras, Araruama, a 6 km do Centro.

Praia do Hospício

- Praia com extensão aproximada de 1,5 km, águas límpidas e cristalinas, areia branca, e praia propícia para banho. Seu extremo direito é conhecido como Pontinha do Outeiro e possui muitas casas de veraneio. (Praia banhada pela Lagoa de Araruama)

- Localização: Estrada para Praia do Hospício, Araruama, a 1,5 km do Centro.

Praia de Iguabinha

- Praia com extensão de 2,5 km, possui águas mornas e claras, propícia a banhos, também com areia branca. Margeada por muitas residências de veraneio, além de hotéis, restaurantes, e bares. Seus trechos são conhecidos pelos condomínios que estão construídos lá como: Lake View, Geisópolis, Vivendas etc... (Praia banhada pela Lagoa de Araruama)

- Localização: Iguabinha, Araruama, a km do Centro.

Praia de Pernambuca

- Praia agitada, com ondas altas, e águas geladas do mar, e de vez em quando formam-se piscinas em bancos de areia branca, ideais para as crianças. (Praia banhada pelo Oceano Atlântico)

- Localização: Restinga de Massambaba, Praia Seca, Araruama, a 15 km do Centro.

Praia da Pontinha
Praia da Pontinha;

- Praia com cerca de 1 km de extensão, tendo areia branca e com búzios, sendo também uma continuação da Praia do Centro. A praia da Pontinha destaca-se por ter calçadão, ciclovia, pavimentação e boa infraestrutura. Excelente para caminhada, a praia possui águas claras e limpas, embora muito salgadas, excelente para a pescaria, Witesurf e outros esportes náuticos. A Praia da Pontinha também é bastante procurada pelo fato de apresentar grande concentração de lama medicinal, atraindo muitas pessoas à sua procura dessa lama para o seu uso. (Praia banhada pela Lagoa de Araruama)

- Localização: Pontinha, Araruama, a 1,5 km do Centro.

Praia de Massambaba

- Praia oceânica, com extensão de 12 km, com águas frias porém transparentes, com vegetação típica de restinga. É excelente para a pesca de linha e para a prática do surf, próxima às lagoas Vermelha, Pitanguinha, Pernambuca, e algumas salinas com moinhos. (Praia banhada pelo Oceano Atlântico)

- Localização: Restinga de Massambaba, Praia Seca, Araruama, a 13 km do Centro.

Praia Seca

- Praia agitada e com muitas ondas à beira do Oceano Atlântico. Ideal para o banho, a prática do surf e outros esportes aquáticos, a Praia Seca também engloba o Bairro de Praia Seca, estando nele todas a praias oceânicas da cidade de Araruama como, por exemplo: Praia de Massambaba, Praia do Vargas, Praia de Pernambuca etc. (Praia banhada pelo Oceano Atlântico)

- Localização: Avenida Atlântica, Distrito de Praia Seca, Araruama, a 12 km do Centro.

Praia do Tomé

- Ou também conhecida como Praia do Ingá, esta praia tem extensão de 2,5 km, com águas puco profundas, areias brancas e com búzios, sendo também excelente para esportes náuticos. Seu acesso é feito pela Estrada de Praia Seca. (Praia banhada pelo Oceano Atlântico)

- Localização: Distrito de Praia Seca, Araruama, a 21 km do Centro.

Praia do Vargas

- Praia oceânica, com águas agitadas, claras e frias, sendo um prolongamento da Praia de Massambaba. O local é o preferido por adeptos da pesca de linha e da prática do surf. (Praia banhada pelo Oceano Atlântico)

- Localização: Restinga de Massambaba, Distrito de Praia Seca, Araruama, a 14 km do Centro.


Aspectos Relevantes

  • A Lagoa de Araruama é caracterizada pela sua alta taxa de salinidade (uma das maiores do mundo), e pelas suas águas quentes, ideais para o banho em qualquer época do ano.

Nos últimos anos, a Lagoa vem se recuperado de uma grande poluição, ocorrida devido ao grande avanço imobiliário na Região dos Lagos e a falta de consciência ambiental de muitos moradores e turistas. Ultimamente, vê-se a lagoa recuperando suas águas azuis e cristalinas, que antes eram o seu principal ícone. Felizmente já é possível se banhar em suas águas novamente.

Subdivisão[editar | editar código-fonte]

Distritos[editar | editar código-fonte]

Araruama possui cinco distritos. Dentre eles, três são urbanos (Araruama, Praia Seca e Iguabinha) e dois são rurais (Morro Grande e São Vicente).

  • Araruama (Distrito-Sede): É caracterizado pela maior concentração de edifícios, instituições de saúde, instituições de estudo, igrejas e centros de entretenimento. Junto com o distrito sede de Cabo Frio é o principal centro comercial da região dos Lagos. Também é conhecido por suas praias limpas e calmas como a Orla que fica no Centro e a Praia da Pontinha, bairro que fica próximo.
  • Morro Grande Segundo Distrito: É o distrito que se caracteriza pela produção rural e possui a maior extensão territorial de Araruama.
  • São Vicente de Paula Terceiro Distrito: Um distrito em expansão, também é caracterizado pela produção de produtos rurais.
  • Praia Seca Quarto Distrito: O distrito se caracteriza pela sua grande vocação turística. Nele estão as principais praias oceânicas do município e também a maior parte de casas de veraneio. Caracteriza-se também pela produção de sal.
  • Iguabinha Quinto Distrito: É um distrito muito conhecido do município. Nele também estão grande parte de casas e apartamentos de veraneio, e ainda se encontra em desenvolvimento. Também abriga algumas das mais belas praias do município que, todos os anos, principalmente na época do carnaval, atraem milhares de turistas.

Bairros de Araruama[editar | editar código-fonte]

De acordo com a Lei 1.606, de 22 de Novembro de 2010, Araruama possui 59 bairros. Segue a lista abaixo:

  • Alto Boa Vista
  • Areal
  • Atlântico
  • Aurora
  • Balneário
  • Bananeiras
  • Boa Perna
  • Canal
  • Centro
  • Clube dos Engenheiros
  • Coqueiral
  • Fazendinha
  • Fonte Limpa
  • Hawai
  • Hospício
  • Iguabinha
  • Itatiquara
  • Japão
  • Jardim Califórnia
  • Jardim São Paulo
  • Lagoinha
  • Marrecas
  • Monte Belo
  • Monteiro
  • Morro Grande
  • Morro Moreno
  • Norival Carvalho
  • Nossa Senhora de Nazareth
  • Novo Horizonte
  • Outeiro
  • Palmeiras
  • Paracatu
  • Parati
  • Parque das Acácias
  • Parque Hotel
  • Parque Mataruna
  • Pernambuca
  • Picada
  • Ponta do Capim
  • Ponte dos Leites
  • Pontinha
  • Praça da Bandeira
  • Regamé
  • Reserva
  • Rio do Limão
  • Salinas
  • Santana
  • São Vicente de Paulo
  • Solar
  • Tomé
  • Três Vendas
  • Veneza
  • Viaduto
  • Vila Canaã
  • Vila Capri
  • Vila Cassia
  • XV de Novembro

Transporte[editar | editar código-fonte]

O município de Araruama sofre com um grave problema nos transportes públicos. Isso ocorre devido ao surgimento das "lotadas" (carros de passeio, vans, kombis e towners) que fazem o transporte IRREGULAR de passageiros, sem oferecer o mínimo de segurança, conforto e qualidade, sem acessibilidade e respeito às gratuidades. Uma licitação que vinha sendo prometida há vários anos (e por vários governos) foi realizada no início de setembro de 2013, referendando a Viação Montes Brancos como empresa vencedora para a prestação do serviço de transporte municipal nos próximos 15 anos. Com a implantação da integração de tarifas e viagens através do Bilhete Único Municipal, início do serviço de Ar Condicionado em parte da frota, aumento do número de ônibus, conforto e mais segurança, há a expectativa de extinção natural das lotadas, pois os passageiros preferirão andar no transporte público coletivo. Mesmo assim, para uma cidade com as características de Araruama, o município possui um número razoável de linhas de ônibus.

Confira, abaixo, as linhas municipais que atendem a cidade.

201 - Rodoviária x São Vicente - Via Banqueiros

203 - Rodoviária x Itatiquara - Via Praça da Bandeira (Circular)

204 - Rodoviária x Praia Seca

205 - Rodoviária x Morro Grande - Via Praça da Bandeira (Circular)

206 - Circular Centro - Via XV de Novembro

207 - Rodoviária x São Vicente - Via Morro Grande

208 - Rodoviária x Ponte dos Leite - Via Praia do Hospício

213 - Rodoviária x Boa Vista

216 - Rodoviária x Regamé - Via Av. Gladstone de Oliveira

235 - Rodoviária x São Vicente - Via Norival Carvalho

238 - Rodoviária x Morro Grande - Via Gigi (Circular)

239 - Rodoviária x Morro Grande - Via Bom Jardim (Circular)

240 - Rodoviária x Morro Grande - Via Paracatu (Circular)

241 - Circular Centro - Via Pontinha

242 - Circular Centro - Via Rio do Limão

243 - Rodoviária x Ponte dos Leites - Via Praça da Bandeira

245 - Rodoviária x Três Vendas - Via Condomínio Industrial (Circular)

246 - Rodoviária x Morro Grande - Via UPA

248 - Rodoviária x Parati - Via Fazendinha

253 - São Vicente x Sobara

254 - Rodoviária x Chatuba - Via Av. Gladstone de Oliveira

255 - São Vicente x Barro Vermelho

256 - Rodoviária x Iguabinha - Via Amaral Peixoto

259 - Rodoviária x Fazendinha - Via Clube dos Engenheiros (Circular)

260 - Rodoviária x Fazendinha - Via Condomínio Parque Alves Brancos (Circular)

261 - Rodoviária x Iguabinha - Via Arrastão

Estação de Tratamento de Esgoto[editar | editar código-fonte]

O município possui a maior estação ecológica de esgotos do Brasil, na qual em vez de se utilizar energia elétrica ou produtos químicos para tratar a matéria orgânica, são utilizadas apenas plantas. Essas plantas cuidam da parte mais importante do tratamento. São 170 litros de esgoto por segundo.

Outra vantagem é a economia. Se fosse para tratar a mesma quantidade de esgoto em uma estação convencional, seriam gastos apenas com produtos químicos aproximadamente R$ 77 mil por mês. Graças ao uso de plantas, o custo é zero.

A economia também é grande em relação a conta de luz. Numa estação convencional, com mais máquinas e equipamentos, gasta-se aproximadamente R$ 20 mil por mês para tratar a mesma quantidade de esgoto. Oito vezes mais do que em Araruama.

Slogans[editar | editar código-fonte]

  • "Araruama: A Pérola dos Lagos"
  • "Araruama: Onde o sol rompe o inverno"
  • "Araruama: Cidade da qualidade de vida"
  • "Praia Seca: A Cancún Brasileira"

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2013 Censo Populacional 2013 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (01 de julho de 2013). Visitado em 11 de agosto de 2013.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Visitado em 29 de Julho de 2013..
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
  6. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas IBGE_Pop_2010
  7. Dicionário Tupi Antigo, Eduardo de Almeida Navarro, pág. 545
  8. Dados do candidato a prefeito Miguel Jeovani
  9. http://www.faetec.rj.gov.br/
  10. http://mapadecultura.rj.gov.br/manchete/museu-arqueologico-de-araruama
  11. http://mapadecultura.rj.gov.br/manchete/museu-arqueologico-de-araruama
  12. http://brasilchannel.com.br/municipios/mostrar_municipio.asp?nome=Araruama&uf=RJ&tipo=lazer

Ligações externas[editar | editar código-fonte]