Archer Daniels Midland

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Archer Daniels Midland Company
Slogan Resourceful By Nature
Tipo Public (NYSEADM)
Indústria Agronegócio, Agricultura, Indústria Alimentícia
Fundação Minneapolis, Minnesota (1902)
Pessoas-chave Patricia A. Woertz, Chairman, CEO & President
Empregados Mais de 27.643 (30 de Junho 2008)[1]
Produtos Alimentos, Bebidas, Forragem, Etanol, Bioenergia
Faturamento Aumento $69.8 billion USD (2008)[1]
Página oficial www.adm.com

A Archer Daniels Midland Company (NYSEADM) é um conglomerado com base em Decatur, Illinois. ADM opera mais de 270 fábricas em todo o mundo, onde grãos de cereais e plantas oleaginosas são transformadas em inúmeros produtos utilizados na alimentação, bebidas, indústrias e forragem animal para mercados em todo o mundo.

A ADM também fornece serviços de transporte e armazenagem agrícola. As divisões da empresa incluem: ADM Cocoa, ADM Corn Processing, ADM Specialty Food Ingredients, ADM Milling, ADM Natural Health & Nutrition, ADM Food Oils. The American River Transportation Company juntamente com a ADM Trucking, Inc. são subsidiárias da ADM. As receitas fiscais da ADM para 2008 (que terminou em 30 de junho de 2008) foram de US$ 69,8 bilhões.[1]

A ADM conecta as colheitas aos lares, transformando matéria-prima agrícola em produtos que servem às necessidades vitais por alimentos de qualidade e energia.

Nossos ingredientes provenientes do campo estão presentes em mesas de café da manhã, almoço e jantar ao redor do mundo. Diariamente, milhões de toneladas de oleaginosas, milho, cacau, trigo, palma e cana de açúcar passam pelos nossos modernos sistemas de processamento e logística distribuídos em 75 países e 265 plantas, e são transformados em produtos para alimentação, ração animal e biocombustíveis.

Nossos Compromissos Moratória da Soja no Bioma Amazônia A ADM é signatária da Moratória da Soja, tendo assumido o compromisso de não comercializar soja produzida em áreas desmatadas do Bioma Amazônia após 24 de julho de 2006.

A Moratória da Soja é uma iniciativa da ABIOVE (Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais) e ANEC (Associação Nacional dos Exportadores de Cereais) para atender a demanda do mercado internacional por produtos sustentáveis e não associados ao desmatamento. A moratória abrange cerca de 90% da comercialização de soja no Brasil.

O monitoramento das áreas desmatadas é feito pela ABIOVE por meio de imagens de satélite. Caso as imagens mostrem uma área de mata nativa desmatada para o plantio de soja – mesmo que esta área seja pequena – impossibilitará a venda de toda a produção de soja da propriedade para as empresas signatárias da Moratória da Soja.

Para mais informações, acesse: http://www.abiove.com.br/ss_moratoria_br.html

Lista de Áreas Embargadas do Ibama A ADM não comercializa grãos produzidos em áreas embargadas pelo IBAMA, assim como não negocia a venda de insumos ou financiamento destinados para estas áreas embargadas.

Desde abril de 2008 o IBAMA passou a divulgar em seu site uma lista pública com todas as áreas embargadas pelo órgão por terem sido irregularmente desmatadas ou queimadas. A legislação estende a responsabilidade pelo crime ambiental a toda cadeia produtiva.

A Lista de Áreas Embargadas é atualizada diariamente e está disponível para consulta no site do IBAMA. http://siscom.ibama.gov.br/geo_sicafi/

Pacto Nacional Pela Erradicação do Trabalho Escravo A ADM é signatária do Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo desde 2007, tendo assumido o compromisso de não negociar com fornecedores ou clientes cujos nomes constam na Lista do Trabalho Escravo do Ministério do Trabalho.

O Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo é um acordo em que empresas assumem publicamente a responsabilidade de não admitir formas de trabalho similares à escravidão na empresa ou em qualquer ponto de sua cadeia produtiva – sejam fornecedores ou clientes – cujos nomes constem na lista publicada pelo Ministério do Trabalho de empresas e pessoas autuadas por exploração do trabalho escravo.

A Lista do Trabalho Escravo está disponível para consulta nos sites: http://www.mte.gov.br/trab_escravo/cadastro_trab_escravo.asp Translations English (US)



Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c Archer Daniels Midland Company 2008 Annual Report. Página visitada em 2008-10-17.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]