Argélia otomana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Eyalet-i Cezayir-i Garb[2] [3]
Regência de Argel
Província de Argel[4]

Vilaiete[1]
(Império Otomano)

Hafsid Flag - Tunisia.svg
 
Dz tlem2.gif
c. 1517 – 1830 Flag of France.svg

Bandeira de Argélia otomana

Bandeira

Localização de Argélia otomana
Eyalet de Argel em 1609
Continente África
Região Magrebe
Capital Argel
Religião Islam (Maliki e Hanafi), Judaismo
Governo monarquia absoluta
Dey
 • 1517-1518 Oruç Reis
 • 1818-1830 Hussein Dey
História
 • c. 1517 Conquista otomana
 • 1830 Conquista francesa da Argélia

A Argélia otomana foi um território otomano centrado em Argel, na Argélia moderna. Foi estabelecida em torno de 1525, quando Hayreddin Barbarossa recapturou a cidade.[5] A Regência de Argel foi o principal centro de poder do Império Otomano no Magrebe.[5] Foi também uma base da qual os ataques eram feitos sobre o transporte marítimo europeu.[5] Cobriu aproximadamente a área da moderna Argélia, entre os estados da Tunísia e Marrocos..[5] E substituiu os rivais Zianidas, hafsidas e as possessões espanholas no norte da África, e se tornou um importante centro de pirataria do Mediterrâneo até a invasão francesa de Argel em 1830.

Referências

  1. William Spencer, Islamic fundamentalism in the modern world, Twenty-First Century Books, 1995, ISBN 9781562944353, p. 73.
  2. Salih Özbaran, The Ottoman response to European expansion: studies on Ottoman-Portuguese relations in the Indian Ocean and Ottoman Administration in the Arab Lands during the Sixteenth Century, Isis Press, 1994, ISBN 9789754280661, p. 35.
  3. Andrew C. Hess, The Forgotten Frontier: A History of the Sixteenth-Century Ibero-African Frontier, University of Chicago Press, 2010, ISBN 9780226330310, p. 253.
  4. Gábor Ágoston, Bruce Alan Masters, Encyclopedia of the Ottoman Empire, Infobase Publishing, 2009, ISBN 9780816062591, p. 33.
  5. a b c d Abun-Nasr, Jamil. A history of the Maghrib in the Islamic period. [S.l.]: Cambridge University Press, 20 August 1987. p. 151ff. ISBN 9780521337670. Visitado em 24 October 2010.