Arghun Khan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde abril de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Arghun Khan (c. 12587 de março[1] de 1291) foi o quarto governante do Ilcanato, reinando entre 1284 a 1291.

Filho de Abaka, tal como o pai Arghun era um devoto budista, e acredita-se que tenha oprimido os muçulmanos de forma forçosa durante seu governo.

Arghun tentou destruir os mamelucos aliando-se aos Cristãos, tendo enviado uma carta e um embaixador ao Papa Honório IV. Tal plano consistiria de uma invasão por ambos os lados da Síria. No entanto tal plano não se concretizando. Durante o seu governo Arghun teve de enfrentar uma nova e inconclusiva guerra contra a Horda de Ouro.

Internamente seu governo também ficou marcado pela reestruturação das finanças de seu reino, graças ao seu ministro das finanças Sa'ded-Daule.

Sua esposa, Buluqhan Khatun, deu à luz seus dois filhos, Ghazan e Öljeitü, os quais ambos lhe sucederam e eventualmente se converteram ao Islã.

Com a sua morte, seu irmão Gaykhatu o sucedeu.

Notas

  1. "Ele morreu em 7 de março de 1291". Steppes, p. 376
Precedido por
Tekuder
Ilcanato
12841291
Sucedido por
Gaykhatu
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Arghun Khan