Argumentum ad antiquitatem

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A expressão latina Argumentum ad antiquitatem, também chamada de apelo à tradição, é uma falácia que consiste em dar autoridade a algo em função de sua antiguidade,[1] ou ainda afirmar que algo é verdadeiro ou bom porque é antigo ou "sempre foi assim".[2]

Estrutura lógica[editar | editar código-fonte]

  • A é antigo
  • B é novo
  • Logo, A deve ser superior a B

Exemplos[editar | editar código-fonte]

  • Os aparelhos eletrônicos antigamente duravam mais, hoje, todos são descartáveis.
  • Os povos antigos usavam essa planta para curar a cefaleia, então ela deve ter algum efeito.
  • Este livro é muito antigo, tudo o que está nele deve ser verdade.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Gideon Haigh (2004). The Uncyclopedia. Hyperion. p. 230. ISBN 978-1-4013-8161-5.
  2. Leônidas Hegenberg; Flávio E. Novaes Hegenberg (2009). Argumentar. Editora E-papers. p. 375. ISBN 978-85-7650-224-1.


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o:
Portal de Filosofia
Ícone de esboço Este artigo sobre Lógica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.