Argumentum ad temperantiam

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

A expressão latina argumentum ad temperantiam ("argumento da moderação"), também conhecido como falácia do falso meio-termo é uma falácia lógica. O argumentum ad temperantiam consiste em afirmar que o meio-termo entre duas propostas é a melhor solução. Este argumento é normalmente evocado quando duas idéias opostas são defendidas por grupos de tamanho semelhante. A falha do argumento vem de pressupor que os extremos são necessariamente errados e que o meio-termo é verdadeiro.

Exemplos[editar | editar código-fonte]

  • Um grupo de pessoas isoladas da luz solar possui um relógio análogico que indica dez horas. Alguns argumentam ser dia, outros argumentam ser noite. O argumento da moderação seria considar verdadeira que são dezesseis horas, o ponto médio entre 10h e 22h.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o:
Portal de Filosofia
Ícone de esboço Este artigo sobre Lógica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.