Arignote

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde julho de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Arignote (em grego: Ἀριγνώτη; 500 a.C. — ?) foi uma filósofa pitagórica, discípula de Pitágoras e Teano, e, segundo algumas fontes, filha deles.

Segundo a enciclopédaa bizantina Suda, ela escreveu a Bacchica relativo aos mistérios da deusa Deméter, os quais eram também intitulados as Sagradas Narrativas. Na Suda é mencionado um outro trabalho chamado Os Ritos de Dionisio os quais são citados também por Clemente de Alexandria. Trabalhos a ela atribuidos foram encontrados até os dias de Porfirio.

Entre os Discursos Sagrados de Pitágoras havia um pronunciamento a ela atribuido: "A eterna essência do número é a mais providencial causa de toda divindade, da terra e da região entre estes. Da mesma forma é a raiz da existência contínua das divindades e espíritos, bem como dos seres humanos divinos".