Armador (marinha)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Armador, em marinha mercante, é o nome que se dá à pessoa ou à empresa que, por sua própria conta e risco, promove a equipagem e a exploração de navio comercial, independente de ser/estar ou não proprietário da embarcação. Sua renda provém normalmente da cobrança de frete para o transporte de cargas entre dois portos, ou na locação da embarcação a uma taxa diária/horária.

Em relação à propriedade da embarcação, para o direito comercial, o armador pode ser:[1]

  • Armador-gerente-proprietário: aquele que opera navios que pertencem a vários proprietários e/ou a armação, operando em nome destes. Nesta acepção, é também chamado Caixa e/ou Fundo, desenvolvido originalmente na Inglaterra, no Brasil e em Portugal desde 1808.
  • Armador-locatário: quando opera embarcação de propriedade alheia.
  • Armador-proprietário: quando os navios pertencem ao próprio armador.

O armador é o responsável pela contratação do capitão ou Comandante e Imediatos e ao projeto - atividade, via de regra, é organizada em forma de empresa que se dá o nome de Armadoria (pouco usual) e/ou Armação, embora possa ser uma atividade pessoal, de fundação, de fundos de pensão ou de investimento; suas atividades podem, ainda, ser transferidas por terceirização, a quem incumbirá a gestão técnica das embarcações, através de charter.

Referências

  1. Dicionário Aurélio, verbetes armador, armador-gerente, armador-proprietário e armador-locatário
Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.