Armero

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Armero é o nome de uma antiga cidade da Colômbia, no departamento de Tolima, sepultada devido à erupção do vulcão Nevado del Ruiz, nos Andes que deu origem a um lahar que transportou lama e rochas, que nalguns locais, chegou a ter com 104 metros de espessura. Isto sucedeu na manhã do dia 13 de novembro de 1985.

Provocou a morte da quase totalidade da população, os poucos sobreviventes fugiram antes do acidente e vivem em cidades próximas. O resto cerca de 23.000 pessoas jazem debaixo das ruínas, tal como sucedeu em Pompeia e Herculano. O mais triste é que a população da cidade tinha sido avisada na noite anterior do perigo, mas o presidente da câmara, não querendo assustar as pessoas, não as avisou e deu-se a tragédia.

Imagens do vulcão Nevado del Ruiz um mês antes da tragédia. Pode-se ver as emanações de vapor da cratera

Omaira Sanchez[editar | editar código-fonte]

Esta adolescente da cidade de Armero, de 13 anos, que caiu no meio das lamas e nos escombros, agonizou durante 60 horas e morreu vítima de gangrena gasosa, converteu-se no símbolo mundial de uma das piores tragédias ocasionada por um vulcão no século XX; durante o tempo que sobreviveu falou com jornalistas e enviou, constantemente, uma mensagem de fé e esperança. As suas fotos e filmes correram o mundo inteiro.

Ligações exteriores.[editar | editar código-fonte]

Informações sobre a tragédia de Armero