Arniston

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Costa perto de Arniston

Arniston é uma pequena povoação no Município do Cabo Meridional, Província do Cabo Ocidental, África do Sul, perto do Cabo das Agulhas, o ponto mais meridional de África. Fica a duas horas de viagem da Cidade do Cabo, e a localidade mais próxima é Bredasdorp, a 25 km.

Primeiros habitantes[editar | editar código-fonte]

Crê-se que o povo Khoisan tenha vivido ao longo desta costa como caçadores-recolectores. Poucos vestígios sobram da sua passagem por aqui: apenas cascas de crustáceos e algumas pinturas e artefactos. O contacto com os Europeus provou ser fatal devido às epidemias de varicela e papeira (no Brasil, caxumba) trazidas por estes viajantes.

Colonização europeia[editar | editar código-fonte]

O nome original da colónia estabelecida pelos Europeus era Waenhuiskrans, que em africânder significa "Falésia da casa da carroça", devido à existência de uma gruta suficientemente grande para guardar uma carroça.

Em 1815 um navio Britânico, o Arniston, naufragou na baía, sobrevivendo apenas 6 das 378 pessoas a bordo. Com o tempo, o nome do navio tornou-se sinónimo com a localidade, e hoje em dia são usados tanto o termo Arniston como Waenhuiskrans.

Não mais que uma comunidade piscatória a início, tornou-se actualmente um destino turístico de renome. A típica aldeia de pescadores, com as suas casas caiadas de telhados de colmo, permanece intacta e foi declarada Monumento Nacional na sua integridade. Os pescadores ainda levam barcos com a traça original para o mar, embora apenas para fins turísticos.

Economia[editar | editar código-fonte]

Arniston vive do sector da pesca e do turismo cultural e ecológico, mercê da classificação do seu património construído e do bom estado de conservação da natureza ao redor. Os visitantes dedicam-se a

Ligações externas[editar | editar código-fonte]