Arquidiocese de Évora

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Arquidiocese de Évora
Archidiœcesis Eborensis
Sé Catedral de Évora
Localização
País Portugal
Arquidiocese Metropolitana Arquidiocese de Évora
Dioceses Sufragâneas Diocese do Algarve
Diocese de Beja
Estatísticas
Área 13 547 km²
Informação
Denominação Católica Romana
Rito Romano
Criação da Diocese século IV
Elevação a Arquidiocese 24 de Setembro de 1540
Catedral Sé de Évora
Padroeiro Nossa Senhora da Conceição
Governo da Arquidiocese
Arcebispo D. José Francisco Sanches Alves
Arcebispo Emérito D. Maurílio Jorge Quintal de Gouveia
Jurisdição Arquidiocese Metropolitana
Contatos
Endereço Largo Marquês de Marialva 6,
7000-809 Évora
Página Oficial www.diocese-evora.pt/
dados em catholic-hierarchy.org

A história da Diocese de Évora é bastante antiga. Segunda a lenda, São Manços terá sido o primeiro Bispo de Évora, porém D. Quinciano, cujo nome surge na lista dos Bispos que assinam as actas do Concílio de Elvira, em 303, é o primeiro Bispo conhecido da cidade. Da lista de Bispos lendários, cuja tradição afirma terem sido mártires, constam ainda São Brissos e São Jordão.

Em 1166, após a reconquista cristã da cidade, por Geraldo sem Pavor, foi reconstituído o Bispado, sendo a mesquita convertida em primeira Catedral. De 1166 a 1540, sucederam 33 Bispos de Évora. Nessa época, a diocese abrangia então o que hoje são os distritos de Portalegre, parte do de Santarém, os distritos de Évora, Beja e parte do de Setúbal, sendo primeiro sufragânea da Arquidiocese Primacial de Braga e depois (desde 1394) da de Lisboa.

Em 29 de setembro de 1540, o Papa Paulo III, pela Bula Gratiae Divinae Praemium elevou a Diocese de Évora à dignidade de Metrópole Eclesiástica (Arquidiocese),[1] ficando com as dioceses de Silves e Tânger como sufragâneas, sendo seu primeiro Arcebispo o Cardeal D. Henrique (filho de D. Manuel I). O mesmo Papa separou, em 1549 e 1570, alguns territórios a norte e a leste da arquidiocese, constituindo as novas dioceses de Portalegre e Elvas, respectivamente.

Em 1770, o Papa Clemente XIV separou ainda a parte sul da arquidiocese, restaurando a antiga Diocese de Beja.[2] Os limites da arquidiocese eborense seriam ainda modificados em 1881, recebendo o território da Diocese de Elvas (extinta pelo Papa Leão XIII), e em 1975, quando o Papa Paulo VI procedeu a alguns ajustes territoriais, derivados da criação da Diocese de Setúbal, ficando a Arquidiocese com os limites actuais.

A Sé Catedral de Évora recebeu a dignidade de Basílica Menor. Desde 1540 aos dias de hoje sucederam 28 Arcebispos de Évora. A Arquidiocese tem como sufragâneas as dioceses de Beja e do Algarve. Presentemente a arquidiocese está dividida em nove vigararias (uma subdivisão que, por vezes, em outras dioceses tem o nome de arciprestado), contando 158 paróquias.

Em 8 de janeiro de 2008, o Papa Bento XVI anunciou a nomeação de D. José Francisco Sanches Alves para Arcebispo Metropolitano de Évora, tendo a entrada solene na Catedral decorrido no dia 17 de fevereiro seguinte.[3] Em 2007 as 158 Paróquias da Arquidiocese são servidas por 114 Presbíteros e 14 Diáconos Permanentes.

Bispos de Ebora[editar | editar código-fonte]

  1. São Manços (lendário)
  2. São Brissos (lendário) (?-c. 312)
  3. São Jordão (lendário)
  4. Quinciano (303-314)
  5. Juliano (566)
  6. Zósimo (I) (597)
  7. Sicisclo ou Secisclo (633-646)
  8. Abiêncio (653)
  9. Zósimo (II) (656)
  10. Pedro (666)
  11. Tructemundo ou Tractemundo (681-688)
  12. Arcôncio ou Andrôncio (693)
  13. Mentélio (711)
  14. Justino (715)

Bispos de Évora[editar | editar código-fonte]

  1. Soeiro (I) (1166-1179)
  2. Fernando (I) (1179)
  3. Paio (1180-1204)
  4. Soeiro (II) (1204-1229)
  5. Fernando (II) (1230-1235)
  6. Martinho (I) Pires (1237-1266)
  7. Durando Pais (1267-1283)
  8. Domingos Anes Jardo (1284-1289), depois bispo de Lisboa e chanceler de D. Dinis
  9. Pedro (I) Colaço (1289-1297)
  10. Fernando (III) Martins (1297-1313)
  11. Rodrigo Pires (1313), eleito
  12. Geraldo Domingues (1314-1321), antes bispo do Porto
  13. Gonçalo Pereira (1321), eleito, depois bispo de Lisboa e arcebispo de Braga
  14. Pedro (II) (1322-1340)
  15. Martinho (II) Afonso (1341-1347)
  16. Afonso (I) Dinis (1347-1352), antes bispo da Guarda
  17. João (I) Afonso (1352-1355)
  18. João (II) Gomes de Chaves (1355-1368)
  19. Martinho (III) Gil de Basto (1368-1382)
  20. João (III) Anes (do Amaral) (1382-1404)
  21. Martinho (IV) (1404-1406)
  22. Diogo Álvares de Brito (1406-1415), depois arcebispo de Lisboa
  23. Álvaro (I) Afonso (1415-1419)
  24. Pedro (III) de Noronha (1419-1423), depois arcebispo de Lisboa
  25. Vasco (I) (1423-1426)
  26. Álvaro (II) de Abreu Falcão (1429-1440)
  27. Vasco (II) Perdigão (1443-1463)
  28. Jorge da Costa, Cardeal de Alpedrinha (1463-1464)
  29. Luís Pires (1464-1468)
  30. Álvaro (III) Afonso (1468-1471), antes bispo de Silves
  31. Garcia de Menezes (1471-1484)
  32. Afonso (II) de Portugal (1485-1522), filho de Afonso, conde de Ourém
  33. Cardeal Infante D. Afonso (III) de Portugal (1523-1540), antes bispo da Guarda e de Viseu e ainda arcebispo de Lisboa em acumulação com o cargo de bispo de Évora

Arcebispos de Évora[editar | editar código-fonte]

  1. Cardeal Infante D. Henrique, o Cardeal-Rei (1540-1564)
  2. D. João (I) de Melo e Castro (1565-1574)
  3. Cardeal Infante D. Henrique, o Cardeal-Rei, de novo (1575-1578)
  4. D. Teotónio de Bragança, S.J. (1578-1602), antes bispo de Fez
  5. D. Alexandre de Bragança (1603-1608)
  6. D. Diogo de Sousa (I) (1610), antes bispo de Miranda
  7. D. José (I) de Melo (1611-1633)
  8. D. João (II) Coutinho (1636-1643)
  9. D. Pedro de Lencastre, antes bispo da Guarda e depois arcebispo de Braga e 5.º Duque de Aveiro, não confirmado pelo Papa
  10. D. Diogo de Sousa (II) (1671-1678)
  11. D. Frei Domingos de Gusmão, O.P. (1678-1689), antes bispo de Leiria
  12. D. Luís da Silva Teles (1691-1703)
  13. D. Simão da Gama (1703-1715), antes bispo do Algarve
  14. D. Frei Miguel de Távora, O.S.A. (1741-1759)
  15. Cardeal D. João (III) Cosme da Cunha, C.R.S.A. (1760-1783)
  16. D. Joaquim (I) Xavier Botelho de Lima (1784-1800)
  17. D. Frei Manuel (I) do Cenáculo Vilas-Boas (1802-1814), antes bispo de Beja
  18. D. Frei Joaquim (II) de Santa Clara Brandão, O.S.B. (1816-1818)
  19. D. Frei Patrício da Silva, O.S.A. (1819-1825)
  20. D. Frei Fortunato de São Boaventura, O.Cist. (1832-1844)
  21. D. Francisco da Mãe dos Homens Anes de Carvalho (1846-1859)
  22. D. José (II) António da Mata e Silva (1860-1869)
  23. D. José (III) António Pereira Bilhano (1870-1890)
  24. D. Augusto Eduardo Nunes (1891-1920)
  25. D. Manuel (II) Mendes da Conceição Santos (1921-1955)
  26. D. Manuel (III) Trindade Salgueiro (1955-1965)
  27. D. Frei David de Sousa, O.F.M. (1965-1981)
  28. D. Maurílio Jorge Quintal de Gouveia (1981-2008)
  29. D.José (IV) Francisco Sanches Alves,(2008 - )

Vigararias[editar | editar código-fonte]

  • Vigararia de Alcácer do Sal:

Paróquias de: Nossa Senhora da Assunção - Aguiar; Santa Maria do Castelo - Alcácer do Sal; Santiago - Alcácer do Sal; Santíssimo Salvador - Alcáçovas; São Martinho - Casebres; São João Baptista - Palma; Santa Susana; São Romão do Sado; Santa Catarina - Sítimos; Nossa Senhora da Assunção - Torrão; Nossa Senhora do Monte - Vale do Guizo; Nossa Senhora da Anunciação - Viana do Alentejo

  • Vigararia de Arraiolos:

Paróquias de: Santo António - Alcôrrego; Santa Margarida - Aldeia Velha;Nossa Senhora dos Mártires - Arraiolos; Nossa Senhora da Orada - Avis;São Sebastião - Benavila; Nossa Senhora das Brotas; Nossa Senhora da Purificação - Cabeção, São Barnabé - Ervedal; São Brás - Figueira e Barros; Santa Maria - Foros de Arrão; São Pedro - Gafanhoeira; São Lourenço - Galveias; Nossa Senhora da Consolação - Igrejinha; São Domingos - Maranhão; Santo Ildefonso - Montargil; Nossa Senhora da Graça - Mora; São Paulo - Pavia; Santa Justa; São Gregório; São Saturnino - Valongo; Nossa Senhora da Encarnação do Sobral - Vimieiro

  • Vigararia de Coruche:

Paróquias de: Nossa Senhora da Graça - Azervadinha; Nossa Senhora da Paz - Benavente; São João de Deus - Biscainho; Nossa Senhora da Conceição - Branca; Nossa Senhora do Castelo - Coruche; São João Baptista - Coruche; Santo António - Couço; São Mateus - Erra; Santo António - Fajarda; São José da Lamarosa; São Pedro - Rebocho; Nossa Senhora da Oliveira - Samora Correia; Santa Justa; Santana do Mato; Santo Estêvão

  • Vigararia de Elvas:

Paróquias de: Nossa Senhora da Graça - Assumar; Nossa Senhora da Graça - Barbacena; Nossa Senhora da Expectação - Campo Maior; São João Baptista - Campo Maior; Santa Maria de Alcáçova - Elvas; Nossa Senhora da Assunção - Elvas; Senhor da Boa Fé - Elvas; Santíssimo Salvador - Elvas; Santa Luzia - Elvas; São Pedro - Elvas; Santa Maria da Graça - Monforte; Santo Aleixo; Nossa Senhora do Rosário - São Vicente e Ventosa; Santo António - Terrugem; Santo António - Vaiamonte; São Brás - Varche; São João Baptista - Vila Boim; Nossa Senhora da Conceição - Vila Fernando

  • Vigararia de Estremoz:

Paróquias de: Santo António - Arcos; Nossa Senhora da Graça - Cano; Nossa Senhora da Graça - Casa Branca; Santa Maria - Estremoz; Santo André - Estremoz; Santa Maria - Evoramonte; Nossa Senhora da Atalaia - Fronteira; Nossa Senhora da Glória; Santa Vitória do Ameixial; Santo Amaro; Santo Estêvão; São Bento de Ana Loura; São Bento do Ameixial; São Bento do Cortiço; São Domingos de Ana Loura; São Lourenço de Mamporcão; Nossa Senhora da Graça - Sousel; São Saturino - Vale de Maceiras; Rei Salvador - Veiros

  • Vigararia de Évora:

Paróquias de: São Bento - Azaruja; Nossa Senhora da Boa Fé; Nossa Senhora da Assunção (Sé) - Évora; Nossa Senhora Auxiliadora - Évora; Nossa Senhora da Boa Esperança - Canaviais(Évora); Nossa Senhora de Fátima - Évora; Senhora da Saúde - Évora; Santo Antão - Évora; São Brás - Évora; São Mamede - Évora; São Pedro - Évora; São Sebastião da Giesteira; Nossa Senhora da Graça do Divor; Nossa Senhora de Guadalupe; Nossa Senhora de Machede; São Manços; São Miguel de Machede; Nossa Senhora do Rosário - Torre dos Coelheiros; Nossa Senhora da Assunção - Tourega; Vendinha - São Vicente

  • Vigararia de Montemor-o-Novo:

Paróquias de: Nossa Senhora da Conceição - Cabrela; Nossa Senhora da Fátima - Ciborro; São Tiago - Escoural; Nossa Senhora da Nazaré - Landeira; Nossa Senhora da Assunção - Lavre; Nossa Senhora do Bispo - Montemor-o-Novo; Nossa Senhora da Vila - Montemor-o-Novo; Santa Sofia; São Cristóvão; São Geraldo; São Mateus; Nossa Senhora da Natividade - Silveiras; Nossa Senhora de Fátima - Vale de Figueira; Santo António - Vendas Novas; São Domingos Sávio - Vendas Novas

  • Vigararia de Reguengos de Monsaraz:

Paróquias de: São Lourenço - Alqueva; Nossa Senhora das Neves - Amieira; Sagrado Coração de Jesus - Campinho; São Marcos do Campo; São Pedro do Corval; São Brás - Granja; Nossa Senhora da Luz; Santa Maria da Lagoa - Monsaraz; São Julião - Monte do Trigo; Nossa Senhora das Candeias - Mourão; Nossa Senhora da Assunção - Oriola; Nossa Senhora da Lagoa - Portel; Santo António - Reguengos de Monsaraz;Santana; São Bartolomeu do Outeiro; Vera Cruz

  • Vigararia de Vila Viçosa:

Paróquias de: Nossa Senhora da Conceição (Alandroal); Santa Ana - Bencatel; Nossa Senhora das Neves do Sobral - Borba; São Bartolomeu - Borba; São Romão - Ciladas; Nossa Senhora do Loreto - Juromenha; Nossa Senhora do Monte Virgem; Santo António - Montes Juntos e Capelins; Nossa Senhora da Assunção - Montoito; Nossa Senhora da Orada; Santa Catarina - Pardais; Nossa Senhora da Anunciação - Redondo; Nossa Senhora do Rosário; São Tiago do Rio de Moinhos; Santa Susana; Santiago Maior; São Brás dos Matos; São Pedro - Terena; Nossa Senhora da Conceição - Vila Viçosa; São Bartolomeu - Vila Viçosa

Escutismo[editar | editar código-fonte]

  1. Escutismo nesta diocese: Região de Évora

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Editorial Enciclopédia. In: Martins Zúquete, Afonso Eduardo. Nobreza de Portugal (em português). [S.l.]: Editorial Enciclopédia, 1960.
  2. Lusitania Sacra (em português). Portugal: Centro de Estudos de História Religiosa, 1997. p. 35.
  3. Archbishop José Francisco Sanches Alves (em inglês). Catholic Hierarchy (2008). Página visitada em 20 de novembro de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Arquidiocese de Évora


Bandeira do Vaticano Circunscrições eclesiásticas da Igreja Católica em Portugal Bandeira de Portugal
Metrópoles Eclesiásticas
Patriarcado de Lisboa | Arquidiocese de Braga | Arquidiocese de Évora
Dioceses
Algarve | Angra | Aveiro | Beja | Bragança-Miranda | Coimbra | Funchal | Guarda
Lamego | Leiria-Fátima | Portalegre-Castelo Branco | Porto | Santarém
Setúbal | Viana do Castelo | Vila Real | Viseu
Ordinariato Castrense
Dioceses históricas entretanto extintas
Aquæ Flaviæ (Chaves) | Betecas (Boticas) | Caliábria | Castelo Branco
Dume | Elvas | Magneto (Meinedo) | Miranda | Penafiel | Pinhel | Salácia