Arquidiocese de Dijon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Arquidiocese de Dijon
Archidiœcesis Divionensis
Catedral de São Benigno de Dijon
Localização
País França
Dioceses Sufragâneas Sens
Autun
Nevers
Prelatura territorial da Missão da França
Estatísticas
População 506 782
Área 8 760 km²
Paróquias 720
Sacerdotes 213
Informação
Rito romano
Criação da Diocese 9 de abril de 1731
Elevação a Arquidiocese 8 de dezembro de 2002
Padroeiro São Benigno
Governo da Arquidiocese
Arcebispo Roland Minnerath
Jurisdição Arquidiocese Metropolitana
Contatos
Endereço Archeveche, 20 rue du Petit-Potet, 21000 Dijon
Página Oficial http://catholique-dijon.cef.fr/
dados em catholic-hierarchy.org
Província eclesiástica de Dijon

A Arquidiocese de Dijon (Archidiœcesis Divionensis) é uma arquidiocese da Igreja Católica situada em Dijon, na França. É fruto da elevação da Diocese de Dijon, eregida no 9 de abril de 1731. Seu atual arcebispo metropolita é Roland Minnerath. Sua é a Catedral de São Benigno de Dijon.

Possui 720 paróquias assistidas por 213 párocos e cerca de 65,1% da sua população jurisdicionada é batizada[1] .

História[editar | editar código-fonte]

Sob o merovíngios e carolíngios, muitos bispos de Langres residiram em Dijon, por exemplo Santo Urbano] (século V), São Gregório e São Tétrico (século VI), que foram enterrados lá. Quando, em 1016, Lambert, bispo de Langres, deu o senhorio e o condado de Dijon para o rei Roberto II de França, os bispos de Langres retornaram a sua residência a Langres.

Em 9 de abril de 1731, o Papa Clemente XII erigiu a diocese de Dijon. A Abadia de Santo Estêvão (século V) há muito tempo tem um Capítulo que observou a Regra de Santo Agostinho, foi transformado em um capítulo secular de Papa Paulo V em 1611 e o Papa Clemente XI elevou a igreja a Catedral capitular de Dijon, que durante a Revolução foi reduzida a um celeiro.

A partir de 29 de novembro de 1801 a 6 de outubro de 1822 a diocese de Langres foi suprimida e seu território foi incorporado na diocese de Dijon.

A igreja da abadia de São Benigno se tornou a catedral de Dijon no início do século XIX.

Em 1904 o pedido de demissão de Albert-Léon-Marie Le Nordez, bispo de Dijon desde 1898 pelo Papa Pio X foi um dos incidentes que levaram à ruptura das relações diplomáticas entre a França e a Santa Sé.

Em 16 de novembro de 2002 foi elevada à categoria de arquidiocese metropolitana.

Prelados[editar | editar código-fonte]

Bispos[editar | editar código-fonte]

Arcebispos[editar | editar código-fonte]

Fontes[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Dados de 2006.


Small Mitre.svg Arquidioceses católicas da França Bandeira da França
Sés metropolitanas
Besançon | Bordeaux | Clermont | Dijon | Lille | Lyon | Marselha | Montpellier
Paris | Poitiers | Reims | Rennes | Rouen | Toulouse | Tours
Sés arquiepiscopais
Aix-Arles | Albi | Auch | Avignon | Bourges | Cambrai
Chambéry–Saint-Jean-de-Maurienne–Tarentaise | Sens | Strasbourg