Arquidiocese de Quebec

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Arquidiocese de Quebec
Archidiœcesis Quebecensis
Catedral de Notre-Dame de Québec
Localização
País Canadá
Dioceses Sufragâneas Diocese de Chicoutimi
Diocese de Sainte-Anne-de-la-Pocatière
Diocese de Trois Rivières
Estatísticas
Área 35 180 km²
Informação
Rito romano
Criação da Diocese 11 de abril de 1658
Elevação a Arquidiocese 12 de janeiro de 1819
Padroeiro Imaculada Conceição
São Luís IX
Governo da Arquidiocese
Arcebispo Gérald Cyprien Lacroix
Jurisdição Sé Primacial Metropolitana
Contatos
Endereço 1073 Boul. René-Lévesque Ouest, Québec, G1S 4R5
Página Oficial http://beta.ecdq.org/
Coat of Arms of Roman Catholic Archdiocese of Québec City.svg

A Arquidiocese de Quebec (Archidiœcesis Quebecensis) é uma arquidiocese da Igreja Católica situada em Quebec, no Canadá. Acompanha seu título o de Primaz do Canadá. Seu atual arcebispo é Gérald Cyprien Lacroix. Sua é a Catedral de Notre-Dame de Québec.

Possui 227 paróquias servidas por 842 padres, contando com 93,6% da população jurisdicionada batizada[1] .

História[editar | editar código-fonte]

Os primeiros missionários recoletos e jesuítas no século XVII dependiam diretamente da Santa Sé. Quando os jesuítas retornaram em 1632, as missões foram colocadas sob a jurisdição do Arcebispo de Rouen.

O vicariato apostólico da Nova França foi eregido em 11 de abril de 1658 e se estendia por todas as colônias francesas na América do Norte, do Mississipi a Louisiana.

O primeiro bispo François de Montmorency-Laval tinha de organizar a diocese, que não tinham nem catedral, nem a residência de um bispo, rendas, paróquias ou seminário. No total, havia apenas onze igrejas e capelas. Em 1663 fundou o seminário e em 1664 a primeira paróquia, que seria seguido por mais onze em 1678.

Em 1 de outubro de 1674 o vicariato foi elevado a diocese e rebatizado com o nome de Diocese de Quebec. Em 1684, foi instituído o capítulo da catedral.

Em 1688 o Bispo Laval resignou-se e foi recebido pelo rei da França, nos mosteiros de Maubec, Lestrées e Benevento. Ele foi sucedido por Jean-Baptiste de la Croix Chevrière de Saint Vallier, que continuou o trabalho de organização diocesana, aumentando o número de paróquias e promovendo as missões dos jesuítas em Illinois. Mas o que atraiu uma grande quantidade de hostilidade em 1692, quando a paróquia tornou-se independente do seminário. O rei pediu a sua demissão, ao que o Bispo se opôs. Foi retido em Paris, entre 1694 e 1697, em seguida, foi feito prisioneiro pelos ingleses entre 1704 e 1709 e voltou a ser retido na França até 1713. No entanto, durante sua estadia na Europa foi capaz de conseguir a união dos mosteiros concedidos ao seu antecessor com a Diocese de Quebec.

Em 1763, cede uma parte de seu território, para beneficiar, respectivamente, a ereção da prefeitura apostólica das ilhas de Saint-Pierre e Miquelon (hoje Vicariato Apostólico).

Pelo Tratado de Paris de 1783, a jurisdição da diocese passou a coincidir com as fronteiras do Canadá.

Em 12 de janeiro de 1819 a diocese foi elevada à condição de Arquidiocese pelo breve apostólico In summa Apostolatus do Papa Pio VII, mas o arcebispo teve de pedir ao papa a permissão de não usar o título de arcebispo, para não contrariar o governo britânico.

Após isso e durante os anos, cede várias partes de seu território para a graça da ereção de várias dioceses. Desde 24 de janeiro de 1956, foi atribuído pelo Papa Pio XII o título cerimonial ao arcebispo de Quebec de Primaz do Canadá.

Episcopados[editar | editar código-fonte]

Bispos[editar | editar código-fonte]

Arcebispos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Dados referentes a 2004.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]