Arrábita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Arrábita em Monastir, Tunísia

Arrábita (em árabe: رباط; transl.: ribāṭ — hospício, hotel, base ou retiro), transliterado como arrábida em português, é um mosteiro árabe consagrado à oração e à guerra santa, sendo simultaneamente fortaleza e posto de vigia. A arrábita implica a existência no mesmo local de oratórios ou de uma mesquita, sempre associados às obras de fortificação. Era habitada por monges guerreiros, os alfaquies, mas também oferecia acolhimento a viajantes.

Deste termo nasceram os topónimos Arrábida, em Portugal, e Rabat, em Marrocos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ribats da Tunísia
  • CATARINO, Helena. O Algarve Oriental durante a ocupação islâmica: povoamento rural e recintos fortificados. Coimbra: Faculdade de Letras, 1997. Tese de doutoramento em Arqueologia.
  • FATÁS, G.; BORRÁS, G.M. Diccionario de términos de arte. Madrid: Ediciones del Prado, 1993.
Ícone de esboço Este artigo sobre arquitetura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.