Arsínoe III

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Fevereiro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Arsínoe III
Rainha do Egito
Governo
Consorte Ptolemeu IV Filopator
Dinastia Dinastia ptolemaica
Vida
Nascimento 235 a.C.
Morte 204 a.C. (31 anos)
Filhos Ptolemeu V Epifânio
Pai Ptolemeu III Evérgeta
Mãe Berenice II

Arsínoe III Filopator (235 a.C.204 a.C.) foi uma rainha do Egipto ptolemaico.

Família[editar | editar código-fonte]

Era filha da rainha Berenice, filha de Magas de Cirene 1 e Apama.Nota 1 Seu pai possivelmente era o rei Ptolemeu III Evérgeta I,2 filho de Ptolemeu II Filadelfo e Arsínoe I, filha de Lisímaco.3

Seguindo uma prática egípcia adoptada pela dinastia ptolemaica viria a casar com o seu irmão, o rei Ptolemeu IV Filopator,4 filho de Ptolemeu III Evérgeta I 5 e Berenice.1

Rainha do Egito[editar | editar código-fonte]

Em 217 a.C. o rei selêucida Antíoco III, o Grande invadiu a Palestina, preparando-se para atacar o Egipto. Arsínoe acompanhou o irmão e o exército egípcio no confronto com o exército selêucida que ocorreu em Ráfia em Junho de 217 a.C.. Segundo os relatos, o encorajamento de Arsinoe às tropas muito contribuiu para a vitória do Egipto. Após esta vitória Ptolemeu IV casou com a irmã em Outubro de 217 a.C.. Com o irmão Arsinóe teve um filho, o futuro Ptolemeu V Epifânio 4 nascido 210 a.C.

Porém, Ptolemeu tomou uma amante de nome Agatoclea,6 , irmã do ministro Agátocles,7 ambos filhos de Oenanthe, uma cafetina,8 Após a guerra pela Celessíria, Ptolemeu largou inteiramente o caminho da virtude, adotando uma vida dissoluta.9 Ptolomeu se tornou corrompido pelo vinho e pelas mulheres, e, nos momentos em que estava sóbrio, exercia as funções sacerdotais, deixo o governo a cargo de Agatocleia.8 Influenciado por Agatoclea, Ptolomeu mandaria assassinar a sua irmã Berenice. Arsínoe opôs-se ao comportamento do marido, mas politicamente nada poderia fazer.

Morte[editar | editar código-fonte]

Ptolemeu IV faleceu em 205 a.C. [carece de fontes?] e seus ministros, Agátocles e Sosíbio, falsificaram um testamento, pelo qual eles seriam os guardiães de Ptolemeu V.10 Eles então trouxeram duas urnas, com os ossos do rei Ptolomeu IV e da rainha Arsínoe III,11 só que na urna da rainha havia especiarias.12

Após o funeral, o povo começou a comentar o que havia acontecido com Arsínoe III,13 levando à revolta,14 segundo alguns, mais por ódio de Agátocles do que por amor a Arsínoe.15

Segundo Políbio, Sosíbio foi quem mandou assassinarem Arsínoe,1 mas Agátocles premiou o assassino, Philammon, com o governo da Cirenaica.16 Ela foi a quinta em uma lista de cinco vítimas 1 de Sosíbio, um dos dois guardiões de Ptolemeu V Epifânio e um instrumento do mal que permaneceu muito tempo no poder, fazendo mal ao reino.17 As cinco vítimas de Sosíbio foram: (1) Lisímaco, filho de Ptolemeu II Filadelfo e Arsínoe, filha de Lisímaco (2) Magas, filho de Ptolemeu III Evérgeta e Berenice, filha de Magas de Cirene.1 (3) Berenice, mãe de Ptolemeu IV Filopator (4) Cleômenes III, rei de Esparta e (5) Arsínoe III, filha de Berenice.1 Nota 2

Notas e referências

Notas

  1. Os textos antigos que mencionam a mãe de Berenice a chamam de Arsínoe, e os textos que mencionam o casamento de Magas de Cirene a chamam de Apama; a identidade Apama = Arsínoe, sugerida por historiadores modernos, foi confirmada com os Papiros de Oxirrinco. Para mais detalhes, ver o artigo Apama (filha de Antíoco I Sóter).
  2. Na lista de vítimas de Sosíbio e os demais parentes mencionados por Políbio, há quatro reis de nome Ptolemeu (II, III, IV e V), duas rainhas de nome Arsínoe (a esposa de Ptolemeu II e a esposa de Ptolemeu IV), dois personagens de nome Magas (o meio-irmão de Ptolemeu II e o o filho de Ptolemeu III) e apenas um personagem de nome Berenice (filha do primeiro Magas, mãe de Ptolemeu IV e do segundo Magas)

Referências

  1. a b c d e f Políbio, Histórias, Livro XV, 25.2
  2. E. R. Bevan, The House of Ptolemy, Chapter VI: Ptolemy III, Euergetes I (247-221 b.C.) [em linha]
  3. Pausânias (geógrafo), Descrição da Grécia, 1.7.3
  4. a b Pedra de Roseta, 3
  5. Justino, Epítome das Histórias de Pompeius Trogus, 29.1 [em linha]
  6. Políbio, Histórias, Livro XIV, 11.5. No texto, Ptolemeu é descrito como escravo da cortesã Agatocleia
  7. Políbio, Histórias, Livro XIV, 11.1
  8. a b Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Cleômenes, 33.2
  9. Políbio, Histórias, Livro XIV, 12.3
  10. Políbio, Histórias, Livro XV, 25.4
  11. Políbio, Histórias, Livro XV, 25.6
  12. Políbio, Histórias, Livro XV, 25.7
  13. Políbio, Histórias, Livro XV, 25.8
  14. Políbio, Histórias, Livro XV, 25.9
  15. Políbio, Histórias, Livro XV, 25.10
  16. Políbio, Histórias, Livro XV, 25.12
  17. Políbio, Histórias, Livro XV, 25.1

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • HAZEL, John - Who's Who in the Greek World. Routledge, 1999. ISBN 0415124972
  • WATTERSON, Barbara - The Egyptians. Blackwell Publishers, 1998. ISBN 0631211950


Árvore genealógica incompleta baseada em alguma síntese.

Lisímaco
 
 
 
Ptolomeu I Sóter
 
 
 
Berenice
 
 
 
Filipe
 
Antíoco I Sóter
 
 
 
Estratonice
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Arsínoe I
 
 
 
 
 
 
Ptolomeu II Filadelfo
 
 
 
 
Magas de Cirene
 
 
 
 
 
Apama/Arsínoe
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Ptolomeu III Evérgeta
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Berenice
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Ptolemeu IV Filopator
 
 
 
 
Arsínoe
 
 
 
 
 
 
 
Magas
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Ptolemeu V Epifânio