Artabano IV da Pártia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Outubro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Artabano IV (163 - 227) foi o último rei dos partos, da Dinastia arsácida.

Foi filho de Vologases V, de quem herdou o trono em 213, após lutar contra o seu próprio irmão, Vologases VI. Sua mãe, Kujisuni, era uma princesa do Reino da Ibéria (região do Cáucaso).

Enfrentou o Império Romano, vencendo as tropas dos imperadores Caracala [carece de fontes?] e Macrino.[1] Macrino fez um acordo de paz com Artabano IV, culpando Caracala por ter rompido o tratado e dizendo que não aprovava os atos do seu antecessor;[2] Artabano, satisfeito que Caracala, que havia rompido o tratado, havia sofrido uma punição justa, e como seu exército estava ferido, aceitou fazer a paz com Macrino.[3]

Em 224, Artaxes I, um governador persa, se rebelou contra o domínio parto e começou a anexar territórios com suas tropas. Depois de certo tempo de conflito, acabou por derrotar Artabano na batalha de Hormizdeghan, pondo fim ao império que havia governado a região durante mais de quatrocentos anos, e instaurou o novo Império Sassânida. O seu irmão Vologases VI foi derrotado poucos anos depois.

Vários sites de genealogia dizem que uma de suas filhas, Ziyanak, teria se casado com Artaxes, sendo a mãe de Sapor I,[carece de fontes?] porém o próprio Sapor, na inscrição em Naqsh-i-Rustam, chama sua mãe de Mirdut (ou Myrrod).[4]

Precedido por:
Vologases VI
Rei da Pártia Sucedido por:
Artaxes I

Referências

  1. Herodiano, História do Império desde a morte de Marco Aurélio, Livro IV, 15.6 [em linha]
  2. Herodiano, História do Império desde a morte de Marco Aurélio, Livro IV, 15.7
  3. Herodiano, História do Império desde a morte de Marco Aurélio, Livro IV, 15.8
  4. Sapor, escrito por Hormizd, o escriba, filho de Shirak, o escriba, inscrição de Sapor I em Naqsh-i-Rustam [em linha]