Arthur Danto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido. Ajude e colabore com a tradução.

Arthur Coleman Danto (Ann Arbor, 1 de janeiro de 1924Nova Iorque, 25 de outubro de 2013)[1] foi um filósofo e crítico de arte americano. Professor emérito de filosofia da Universidade de Columbia (Nova York) desde 1951, é também crítico de arte da revista The Nation. Sua visão do desenvolvimento da arte é inspirada pela dialética histórica de Hegel.

Danto é autor de numerosos artigos e livros de crítica de arte, mas também de filosofia. The Artworld ("O mundo da arte") [2] é o título de um dos seus mais importantes artigos, publicado em 1964, no The Journal of Philosophy. É nele que Danto cunha a expressão "mundo da arte", e por ser mal interpretada, teria levado o filósofo George Dickie a elaborar sua "teoria institucional da arte". Posteriormente, Danto postula a diferença entre a sua interpretação e a de Dickie e esclarece seu pensamento em A transfiguração do lugar comum.

Danto colabora regularmente para a revista Punch Review [3] e para a revista de arte contemporânea Artforum.

Obras[editar | editar código-fonte]

Livros[editar | editar código-fonte]

Danto é autor de numerosos livros sobre filosofia e arte, incluindo:

  • Nietzsche as Philosopher (1965)
  • What Philosophy Is (1968)
  • Analytical Philosophy of Action (1973)
  • Analytical Philosophy of Knowledge
  • Sartre ( Fontana Modern Masters, 1975)
  • The Transfiguration of the Commonplace (1981)
  • Narration and Knowledge (1985) - Including earlier book Analytical Philosophy of History (1965)
  • The Philosophical Disenfranchisement of Art (1986)
  • Mysticism and Morality: Oriental Thought and Moral Philosophy (1987)
  • Beyond the Brillo Box: The Visual Arts in Post-Historical Perspective (1992)
  • Connections to the World: The Basic Concepts of Philosophy (1997)
  • After the End of Art (1997)
  • The Abuse of Beauty (2003)
  • Red Grooms (2004)
  • Andy Warhol (2009)

Ensaios[editar | editar código-fonte]

  • "The Artworld" (1964) Journal of Philosophy LXI, 571-584
  • The State of the Art (1987)
  • Encounters and Reflections: Art in the Historical Present (1990)
  • Playing With the Edge: The Photographic Achievement of Robert Mapplethorpe (1995)
  • The Wake of Art: Criticism, Philosophy, and the Ends of Taste (1998)
  • Hegel's End-of-Art Thesis (1999)
  • The Madonna of the Future: Essays in a Pluralistic Art World (2000)
  • Philosophizing Art: Selected Essays (2001)
  • The Body/Body Problem: Selected Essays (2001)
  • The Poetry of Meaning and Loss: The Glass Dresses of Karen LaMonte (2005)[4]
  • Unnatural Wonders: Essays from the Gap Between Art and Life (2007)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Morre aos 89 anos o filósofo e crítico de arte Arthur C. Danto. Folha UOL. Página visitada em 26 de outubro de 2013.
  2. The Artworld, por Arthur Danto.
  3. Naked Punch. About us.
  4. Danto, Arthur. Karen LaMonte: Absence Adorned. Tacoma, WA: Museum of Glass, International Center for Contemporary Art, 2005.
Portal A Wikipédia possui o:
Portal de Filosofia
Portal A Wikipédia possui o(s) portal(is):
Portal da Arte


Ícone de esboço Este artigo sobre filosofia / um filósofo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.