Artio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A deusa Artio como retratada no grupo de estatueta Muri, presumivelmente na forma humana e na ursina.

Artio (Dea Artio na religião galo-romana) foi uma deusa urso céltico . Evidência de seu culto tem sido notadamente encontrada em Berna (Suíça) cujo nome, de acordo com a lenda, é derivado da palavra Bär, "urso"[carece de fontes?].

Representações e inscrições[editar | editar código-fonte]

Uma escultura em bronze de Muri, próximo à Berna na Suíça mostra um urso grande encarando uma mulher sentada em uma cadeira, com uma pequena árvore atrás do urso. A mulher parece segurar um fruto no colo, talvez alimentando o urso. (Deyts p.48, Green pp.217-218). A escultura tem base de bronze retangular, que carrega uma inscrição. (CIL 13, 05160)

Deae Artioni / Licinia Sabinilla

À Deusa Artio (ou Artionis), de Licinia Sabinilla. Se o nome é gaulês a sintaxe é no entanto latina, um Artioni dativo daria um nominativo radical-i *Artionis ou um nominativo radical-n *Artio. Esse seria talvez correspondente a um nominativo radical-n gaulês *Artiu.

Outra inscrição à deusa foi descoberta em Daun (CIL 13, 4203), Weilerbach (CIL 13, 4113), Heddernheim (CIL 13, 7375 [4, p 125]), e Stockstadt (CIL 13, 11789).

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O nome dela é derivada da palavra gaulês artos, urso (Delamarre 2003 p. 55-56). Outras línguas célticas têm palavras semelhantes, tais como Irlandês antigo art, galês arth - que também podem ser a origem do nome moderno Arthur.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Rodapés[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]