Ary Gabriela

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ary
Informação geral
Gênero(s) Kizomba, Semba, Soul Music Música angolana
Ocupação(ões) Cantora
Instrumento(s) Vocal

Ariovalda Eulália Gabriel (de nome artístico Ary; Huila, 10 de Agosto de 1986) é uma cantora, Angolana. É conhecida pelo seu estilo único e performance no palco, é considerada um dos nomes sonantes da música de angola.

Teve a sua primeira experiência em palco no concurso musical Estrelas ao Palco (de karaoke) em 2002. Neste concurso, apresentado pelos jornalistas Jorge Antunes e Patrícia Pacheco, Ary imitou a cantora norte-americana Lauryn Hill. O resultado, porém, foi uma frustração. Ary ficou-se pela terceira eliminatória, tendo decidido não mais continuar no mundo da música. Valeu o amigo Celso Roger que adorou a sua voz e aconselhou-a a dar continuidade a carreira. Foi Celso que apresentou Ary ao produtor e cantor Heavy C. Foi submetida a um teste no qual cantou a mesma música do Estrelas ao Palco. No final Heavy C perguntou-lhe: onde andavas esse tempo todo?”, Ary teve, por isso, a certeza que estava em boas mãos e foi a partir dessa altura que julgou ter chegado a altura de iniciar uma carreira profissional como cantora.


Biografia[editar | editar código-fonte]

Ary, nasceu no Lubango, província da Huíla, Nyhaneca Nkhumbi de etnia, Ariovalda Eulália Gabriel, ou simplesmente “Ari” é a mais velha de seis irmãs, a simpatia e a sensualidade são duas imagens de marca. Ary veio para Luanda com apenas cinco anos de idade. Começou por viver no bairro da Maianga, rua Amílcar Cabral, mas teve que mudar várias vezes para outros bairros de Luanda. Simpática e boa conversadora, Ary recorda que quando era criança criava um jacaré em sua casa. Laurinda Helena, mãe da Ary, sempre a apoiou na carreira. Mário José Gabriel, pai de Ary, está ligado à ginástica (foi o apresentador do programa “Ginástica para Todos”, da Televisão Pública de Angola (TPA)) e embora inicialmente tenha sido menos entusiasta em relação à opção da filha, também acabou por a apoiar.

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade Independente de Angola (UNIA), Ary fez o curso médio de Gestão de Sistemas Informáticos pelo Instituto Médio Industrial de Luanda (IMIL). Hoje continua a almejar terminar a sua licenciatura, algo que tenciona fazer a par da sua afirmação no mundo da música.

Simpatia, humildade e simplicidade são algumas das virtudes mais visíveis na cantora. Recorde-se que em pouco mais de um ano, Ary foi considerada uma das três vozes femininas mais admiradas da actualidade (a par de Yola Araújo e Yola Semedo). A nível sentimental Ary revela que não pretende ter filhos agora, mas quando chegar a altura certa ambiciona ter dois. O casamento, para ela, é um sonho. Para já considera-se uma menina prendada e boa dona de casa, “apesar de não saber, nem gostar de engomar arruma muito bem a casa, lava perfeitamente, cozinha de tudo um pouco. Só não engoma porque não sabe, nem gosta de o fazer”. Passa muito tempo a ver filmes, a ler e a ouvir música, adora brincar com às maquilhagens. [1]


Carreira[editar | editar código-fonte]

O primeiro disco[editar | editar código-fonte]

A gravação do seu primeiro álbum Sem Substituições foi um processo moroso (só foi lançado vários anos depois, em Dezembro de 2007). Ary não cantava semba, nem kizomba, apenas soul music e bounce. A primeira versão do disco foi gravada na África do Sul, mas ao chegar a Luanda o produtor Heavy C foi peremptório - “Ary, o mercado nacional está complicado. Se queres singrar vais ter que começar a cantar semba. O gosto do público não está virado para a soul music”. Depois desse veredicto, das músicas gravadas na África do Sul mantiveram-se apenas as faixas “Como Te Sentes Tu” e “Deixa Respirar”. “Foi necessário mudar as restantes músicas e adequá-las ao estilo que o povo queria ouvir e dançar”, recorda Ary. As músicas “Carta de Amor” (a que mais a marcou), “Meu Grande Amor”, “Saint Toys”, “Back the Baby” e “Doce Mel”, foram gravadas em Luanda. Em Paris gravou-se a música “Sexi Baby” com o francês Nicol. “Amar não é Assim” e “Casamento só pra quê” foram gravadas pelo próprio Heavy C, na Holanda. Nessa altura a música “Como te sentes tu”, do álbum Sem Substituições, causou polémica, principalmente entre os homens. A razão está na letra, na qual Ary confessa ter traído o seu parceiro pelo facto dele a ter traído antes. Entre risos a cantora comentou: “A verdade é que essa letra aconteceu comigo. Mas foi há muito tempo. Eu ainda era menina daquelas relaçõezinhas de beijinho. As mulheres adoram esta música, mas quem realmente escreveu a letra foi o Anselmo Ralph”.

Cinco mil cópias foi o número de discos editados na primeira fase, que esgotou logo no primeiro dia do lançamento. Neste primeiro disco, Ary contou com a participação dos cantores Yuri da Cunha, Heavy C, Karina Silva e o francês Nicol. A participação no espectáculo do cantor cabo-verdiano Nelson Freitas, que cantou em dueto com Yuri da Cunha, foi um dos mais marcantes da sua carreira. No dia desse show, recorda que na véspera do concerto ainda só tinha vendido cinquenta bilhetes. A organizadora LP pediu-me que cancelasse tudo porque só faltava um dia para o show. Mas ela insistiu que cantaria nem que fosse apenas para essas 50 pessoas. Para o seu grande espanto no dia do show a sala abarrotou. Depois do sucesso nos palcos nacionais Ary fez uma tournée pela Europa no qual actuou em Lisboa, Bruxelas e Londres. Em relação ao sucesso repentino Ary afirma não ter sido fácil lidar com a fama em certas situações já não se sente exactamente igual ao que eram agora é obrigada a ser mais perfeita e muito cuidadosa em tudo o que faz.


O Segundo disco[editar | editar código-fonte]

O segundo disco da Ary foi lançado no segundo semestre do ano 2013. A Ary disse que preferiu fazer os trabalhos do disco com muito rigor, porque o seu primeiro CD fez muito sucesso, pelo que afirma ser óbvio que os fãs estivessem a espera que o segundo tivesse mas êxitos que o anterior. Sobre o primeiro álbum, a cantora disse que teve muitas participações, mas para este segundo CD ela preferiu ter menos colaborações. Quanto ao título do segundo trabalho, Ary deu a conhecer que teve algumas opções como “Sem substituições 2” ou “Ainda mais Ary”, salientando não estar preocupada com isso. O segundo álbum da cantora, Crescida mas ao meu jeito chegou as lojas no sábado 27 de Outubro de 2012. Colocou este título ao álbum porque não só aumentou a idade, mas também cresceu profissionalmente, tem uma outra visão sobre a música e sobre a vida. A Ary de há cinco anos não é a mesma de hoje, porque as pessoas com o passar do tempo melhoram ou pioram e ela não fugiu à regra. O disco teve sessões de autógrafos em várias províncias. Tem 12 faixas e é um disco 99% acústico. Foi totalmente gravado em Portugal e masterizado em Paris. Tem composições de Kenny Buss, C4 Pedro, Dr. Eugénio e Heavy C. Este último responde pela maior parte das composições, sendo que os outros participaram com cada uma apenas. O Heavy também foi o produtor das suas músicas Actualmente a cantora assinou um contrato do a produtora LS-Republicano. Fica na responsabilidade da LS de agora em diante a distribuição, edição, divulgação da artista, produção e promoção de eventos da diva da música angolana.[2] [3] [4]


Álbuns[editar | editar código-fonte]

Sem Substituições[editar | editar código-fonte]

  1. Sexy Lady (feat. Paulo Cabonda)
  2. Teu Grande Amor (By Caló Pascoal)
  3. Não Pergunta Muito (feat. Yuri Da Cunha)
  4. Carta De Amor
  5. Triste Demais (feat. Nichols)
  6. Sans Toi (feat. Karina Santos)
  7. Como Te Sentes Tu?
  8. Um Dia Desses (feat. Heavy C)
  9. Doce Mel
  10. Deixa Respirar (feat. Heavy C)
  11. Carta De Amor – Resposta (feat. Heavy C)



Crescida Mas Ao Meu Jeito[editar | editar código-fonte]

  1. Amor Da Minha Vida (Heavy C)
  2. Greve (Heavy C)
  3. Tonico (Heavy C)
  4. Louca Por Ti (Heavy C)
  5. Aiue Minha Vida (C4 Pedro)
  6. Escangalha Remixed (Heavy C)
  7. Meu Marido (Canibus)
  8. Vamos Ficar Ja Bem (feat. Heavy C)
  9. Betinho (Heavy C)
  10. Escangalha Semba Version (Heavy C)
  11. Vida (Heavy C)
  12. Funge Na Cachupa (Eugénio Neto)



Referências


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ary Gabriela