As 1001 Horas de Asterix

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

As 1001 Horas de Asterix (originalmente Astérix chez Rahàzade, em francês) é um livro em quadrinhos da série Asterix.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Logo no início da história, está havendo uma das rotineiras brigas na aldeia gaulesa, quando Chatotorix resolve cantar. Sua voz, de tão desafinada, faz até chover. Com a chuva, cai do céu um homem moreno, de baixa estatura e magro. Trata-se um faquir, originário da Índia, chamado Khenhé. Ele explica que estava sobrevoando a aldeia, em seu tapete, quando a tempestade causada por Chatotorix o fez cair (o que deixa a todos espantados). Ele conta que o reino indiano onde mora está sofrendo com uma longa e terrível seca. Diante disso, o maligno guru Kenvenlah decretou que se não chover em 1001 horas, a bela e jovem Princesa Jade, filha do Rajá, terá que ser sacrificada para acalmar os deuses. Para tentar salvá-la, Khenhé foi até a Gália em busca do bardo que faz chover. Assim, Asterix, Obelix, Chatotorix e o cãozinho Ideiafix partem junto com Khenhé em seu tapete mágico, para salvar a princesa na distante Índia.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Asterix e seus amigos passam sobrevoando por vários lugares que os fazem lembrar aventuras passadas, como Roma (Asterix e os Louros de César) e a Grécia (Asterix nos Jogos Olímpicos).
  • Ao chegar à Pérsia e salvar um povoado do ataque de piratas citas, os gauleses ganham um banquete. Nesse banquete, há um enorme monte de bolinhas negras. Obelix pergunta o que é aquilo, e um persa diz que é apenas um alimento para os pobres, chamado Kawiar. Trata-se, obviamente, do famoso e caro prato de ovas de peixe conhecido como caviar.
  • Asterix e Obelix encontram, na Índia, animais que nunca haviam visto, como elefantes, rinocerontes e tigres.
  • É interessante notar os nomes curiosos dos indianos, sempre lembrando perguntas: Khenhé (Quem é?), Khiorassam (Que horas são?), Khenvenlah (Quem vem lá?), Kheissaih (Quem está aí?), entre outros.