As Boas Mulheres da China

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

As boas mulheres da China é o título de um livro da jornalista chinesa Xinran que foi apresentadora de um programa de rádio em Nanquim até por volta de 1997, denominado "Palavras na brisa noturna". Nele, discutia aspectos do cotidiano e dava conselhos aos ouvintes.

Fez tanto sucesso que começou a receber inúmeras cartas de mulheres, contando os dramas pessoais. Xinran reuniu, nessa obra, algumas das histórias que chegaram ao conhecimento a partir daquelas correspondências. São narrativas contundentes e chocantes a respeito da condição feminina na China, sob o regime socialista em época de Revolução Cultural, do presidente Mao Tse Tung, para um reafirmamento das ideias marxistas. Trata-se do primeiro livro da autora, que é, atualmente, professora na Universidade de Londres.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.