As Suplicantes (Ésquilo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

As Suplicantes (em grego ΙΚΕΤΙΔΕΣ - HIKETIDES, na transliteração) é uma tragédia grega de Ésquilo, de cerca de 463 a.C. É a única peça que permaneceu da tetralogia composta pelas tragédias As suplicantes, Os egípcios e As danaides, e pelo drama satírico Amimone; tetralogia esta que levou Ésquilo ao primeiro lugar no concurso ateniense.

Traduções[editar | editar código-fonte]

Há as traduções para o português, feitas do grego:

  • ÉSQUILO. As suplicantes. Trad. Urbano Tavares Rodrigues. Lisboa: Inquérito;
  • ÉSQUILO. As suplicantes. Trad. A. P. Q. F. Sottomayor. Coimbra: Faculdade de Letras / Instituto de Estudos Clássicos, 1968
  • ÉSQUILO. As suplicantes e Prometeu acorrentado. (Vol. 26 da Col. Diálogo da Ribalta) Trad. Napoleão Lopes Filho. Petrópolis: Vozes, 1967.
  • ÉSQUILO. As suplicantes. In: "Tragédias". Trad. Jaa Torrano. São Paulo: Iluminuras, 2009.


Ícone de esboço Este artigo sobre teatro (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.