As Três Graças (Cranach)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
As três graças
Autor Lucas Cranach, o Velho
Data 1531
Técnica Óleo sobre tela
Dimensões 37 cm × 24 cm
Localização Museu do Louvre, Paris

As Três Graças é uma pintura do artista Lucas Cranach, o Velho, considerada uma das obras-primas da arte renascentista.

História[editar | editar código-fonte]

A obra pertenceu a particulares desde 1932 mas esteve vários anos no Museu do Louvre.

Em 2010 decidiram desfazer-se dela propondo vende-la ao Louvre por quatro milhões de euros. O museu lançou uma campanha de angariação de fundos. Mais de 5000 contribuidores conseguiram reunir a soma necessária com donativos entre 1 e 40 000 euros.

De 2 de Março a 4 de Abril de 2011 foi feita uma exposição especial da obra com o nome de todos os que contribuíram para a compra da pintura.[1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

As Três Graças é um pequeno quadro no qual três jovens nuas exibem a sua luminosidade jovial sobre um fundo sombrio.

O tema das Graças, recorrente na pintura renascentista, simbolizava a harmonia e a fidelidade contra a luxúria. O quadro de Carnach, ao colocar no centro da tela uma jovem com um chapéu vermelho, introduz uma visão singular do tema, o que contribui para o seu interesse artístico.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. [1].
Ícone de esboço Este artigo sobre Pintura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.