As Vidas de Christopher Chant

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
As Vidas de Christopher Chant
Autor (es) Diana Wynne Jones
País Grã-Bretanha
Género Literatura infanto-juvenil
Fantasia
Série Os Mundos de Crestomanci
Editora Geração Editorial
Lançamento 1988
Páginas 326 pp
ISBN ISBN 8575090380
Cronologia
Último
Último
Vida Encantada
Os Magos de Caprona
Próximo
Próximo

As Vidas de Christopher Chant (The Lives of Christopher Chant) é um livro escrito por Diana Wynne Jones, lançado em 1988. De acordo com a cronologia interna é o primeiro da série Os Mundos de Crestomanci.

Christopher Chant foi apresentado como Crestomanci no livro Vida Encantada, e essa narrativa ocorre pelo menos 25 anos antes. O estranho título se refere ao fato de que os Crestomanci, magos indicados pelo governo para regular o uso de magia no mundo serem magos com nove vidas.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O livro narra a infância de Christopher Chant.

Christopher raramente via os pais. Seu pai ficava tão concentrado em trabalho que Christopher temia não conseguir reconhecê-lo se o encontrar na rua e, as criadas contavam que sua mãe era uma “beldade”, coisa que evidentemente dava muito trabalho, pois ficava diante do espelho por horas com frascos, potes e criadas por todos os lados. Christopher conhece os pais mais pelas conversas das criadas do que em pessoa, pois os dois conversam por bilhetes, todos grande material para fofocas!

A única diversão de Christopher são seus sonhos onde ele pode escapar para outros mundos. O fato de que ele pode trazer coisas de volta dos mundos dos sonhos atrai a atenção seu Tio Ralph, que arranja “testes” para o talento de Christopher que, vendo que o tio o acha importante, fica feliz em ajudá-lo. Nessas viagens ele faz amizade com Tacroy, um amigo do seu tio que serve de guia mas não tem poder de viajar com objetos entre mundos.

Quando o casamento de seus pais finalmente desaba Christopher é enviado para um colégio interno, onde ele faz seus primeiros amigos e descobre seu amor pelo críquete mas, seus planos para ser jogador profissional são arruinados em um jogo em que ele acertado na cabeça com um taco e é declarado morto!

Entretanto esse não é o fim! O médico já havia declarado seu falecimento mas ele acorda na manhã seguinte e, completamente confuso, espalha pânico pelo hospital!

Seu pai entende que ele tem mais de uma vida e entra em contato com o Dr. Pawson, um especialista em magia.

Após a confirmação de que ele realmente era um mago de nove vidas ele é mandado ao Castelo Crestomanci como provável candidato para sucessor do idoso Crestomanci. Apesar do que Crestomanci lhe diz Christopher suspeita que nessa questão ele não tem escolha.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Christopher Chant: Christopher é o protagonista deste livro. Ele é um bom garoto, bem-comportado e educado mas, quando está mal humorado pode ser um bocado cruel com as pessoas. Christopher se torna candidato a próximo Crestomanci e fica muito frustrado pois parece que toda a sua vida já foi decidida pelos adultos. No castelo ele não tem amigos além de Throgmorten, o gato do Templo de Ashet e o guia espiritual Tacroy.

Asheth Viva : Asheth Viva (chamada também de "Deusa") é a encarnação de uma deusa adorada na série 10. Ela tem aproximadamente a mesma idade de Christopher e também tem uma magia poderosa. Christopher a conhece quando seu tio pede que traga um gato do Templo de Asheth. A Deusa não pode tocar em nada de seu mundo que não seja consagrado, e a Deusa, cansada de livros didáticos, lhe entrega um gato particularmente problemático chamado Throgmorten em troca de livros do mundo dele. A Deusa fica fã da série de livros em que a personagem Millie vai a uma escola interna e então começa a sonhar em ir a uma ela mesma.

Tacroy: É o guia espiritual contratado para guiar e ajudar Christopher em suas incursões nos outros mundos. Por ser simpático e ótimo instrutor de críquete acaba se tornando amigo de Christopher. Ele diz a Christopher que ele devia desistir das viagens perigosas e que seu tio não é uma pessoa muito boa, mas ele não lhe dá ouvidos e continua com as incursões.

Tio Ralph: Ralph é o antagonista neste livro. Ele é irmão da mãe de Christopher e finge ajudá-la quando a fortuna da família é perdida. Christopher, sem questionar nada ajuda o tio nas “experiências” nos outros mundos sem saber que o tio na verdade era o líder da gangue Assombração, os maiores traficantes de objetos mágicos, que estão sendo procurados pelos moradores do Castelo Crestomanci. O gato Throgmorten tem um ódio em especial por tio Ralph que pretendia o vender em partes no mercado-negro.

Crestomanci: Neste livro Crestomanci é Gabriel de Witt, um idoso mago, com uma figura alta, magra e lúgubre. Gosta de manter sua equipe sempre na eficiência máxima e não tem paciência para lidar com Christopher o que gera um bocado de atrito entre os dois.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]