Asa-branca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaAsa-branca
Patagioenas picazuro 854.jpg

Estado de conservação
Status iucn3.1 LC pt.svg
Pouco preocupante (IUCN 3.1)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Ordem: Columbiformes
Família: Columbidae
Género: Patagioenas
Nome binomial
Patagioenas picazuro
Temminck, 1813
Distribuição geográfica
Patagioenas picazuro range.png

Asa-branca ou pomba-asa-branca (Patagioenas picazuro, anteriormente Columba picazuro), também conhecida como pomba-pedrês ou pomba-trocaz[1] , é uma ave columbídea endêmica da América do Sul que ocorre desde o nordeste brasileiro até a Argentina. A asa-branca vive em campos, cerrados e bordas de florestas e também em centros urbanos.

Na música brasileira, este pombo e sua resistência à seca no Nordeste inspiraram Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira a criarem a música Asa Branca. Asa branca monta seus ninhos nas laterais ou na copada das árvores. Os ninhos são demarcados pelo macho em voos altos e o seu som é mais grosso que o da fêmea. Alimentam-se de grãos e sementes. O macho pode medir até 34cm a fêmea até 30cm. A fêmea poem de um a dois ovos que são chocados de 19 a 20 dias por ambos. Como características mais predominantes, encontram-se: olhos avermelhados, asas cinzas com uma listra branca (o que explica o nome), pele cinza e azul no pescoço. O ninho possui de 5 a 10 cm. A ave é encontrada em toda a América do Sul, o que define um estado de extinção pouco preocupante.

Referências

  1. Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa. Editora Nova Fronteira, 1986
Ícone de esboço Este artigo sobre Aves, integrado no Projeto Aves é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Asa-branca