Asparagaceae

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaAsparagaceae
Asparagus officinalis

Asparagus officinalis
Classificação científica
Reino: Plantae
Ordem: Asparagales
Família: Asparagaceae
Juss. (1789)
Géneros
Ver texto
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Asparagaceae

A família Asparagaceae pertence a ordem Asparagales, que inclui cerca de 120 gêneros, tem ampla distribuição, muitas espécies desta família são utilizadas como ornamentais.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Baseado no "agavo" da Agave americana, que vem do grego e remete à características da planta durante a floração como "grande", "admirável".

Descrição (Características morfológicas)[editar | editar código-fonte]

Podem ser ervas ou lianas; as folhas são alternas espiraladas ou então dísticas (todas as folhas do caule estão dispostas num mesmo plano), não é muito comum serem opostas, nervuras paralelas (paralelinérveas), as vezes suculentas e fibrosas ou escariosas e escamiformes pressupondo filocládios, podem ter ou não bainha, tem margem inteira ou com pouca frequência espinescente. A inflorescência pode ser cimosa ou racemosa; Tem flores vistosas, que são bissexuadas ou unissexuadas, de simetria actinomorfa ou algumas vezes zigomorfa, são diclamídeas e homoclamídeas, com a corola e cálice na maioria das vezes unidos; O cálice é (2-) 3- mero e a corola (2-) 3- mera; 6 estames, é muito raro 3 e são livres entre si, com anteras rimosas; nectários septais podem estar presentes ou não; o gineceu é gamocarpelar, o ovário súpero ou ínfero, três carpelos com três lóculos ou raramente um lóculo, a placentação axial ou muito raro parietal, lóculos do ovário uni a pluriovulados. O fruto pode ser em cápsula ou baga.

Distribuição geográfica[editar | editar código-fonte]

Esta família de plantas tem ampla distribuição chega a ser quase cosmopolita, ou seja, esta presente em quase todo o mundo. No Brasil está presente em todas regiões, na região Norte no estado de Rondônia; Na região Nordeste nos seguintes estados Alagoas, Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte; Já na região Centro-oeste pode ser encontrada no Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso; No Sudeste em São Paulo, Espírito Santo, Rio de Janeiro e Minas Gerais; E na região Sul nos estados Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Adaptações/Caracteres evolutivos[editar | editar código-fonte]

Segundo o APG III, trabalhos recentes mostram que Agavaceae, Hyacinthaceae, Ruscaceae e Laxmanniaceae são famílias diferentes da Asparagaceae, ao contrário do que se acreditava antigamente.

Reprodução[editar | editar código-fonte]

A reprodução é através da polinização, existem plantas hermafroditas, dióicas ou monóicas. As flores apresentam nectários e as flores femininas apresentam estaminódios.

Importância econômica[editar | editar código-fonte]

Alguns gêneros desta família possuem importância econômica, um destes gêneros é o Agave (de acordo com o APG III pertence a Asparagaceae) que possui algumas espécies importantes, pois fornecem matéria-prima para a produção de bebidas alcoólicas, como por exemplo o pulque e a tequila que são populares na América Central, mas também são conhecidas em diversas partes do mundo; O sisal (Agave sisalana), que é uma planta de fibra que é utilizada como alternativa em áreas secas do nordeste. Para o gênero Asparagus, a Asparagus albus o aspargo, é importante por ser utilizado na alimentação.

Potencial ornamental[editar | editar código-fonte]

Espécies desta família são utilizadas como ornamentais no Brasil e em todo o mundo. Entre as cultivadas no Brasil para fins ornamentais, podemos destacar as iucas (Yucca spp.), os agaves (Agave spp.), a pata-de-elefante (Nolina recurvata), o cordiline (Cordyline terminalis), a grama-preta (Ophiopogon japonicus), as dracenas (Dracaena spp.), e a espada-de-são-jorge (Sansevieria trifasciata), o melindre (Asparagus setaceus), e o aspargo-ornamental (Asparagus densiflorus). O clorofito (Chlorophytum comosum) é muito utilizado em canteiros, que causa um bonito efeito na ornamentação. Uma das espécies do gênero Dracaena é muito conhecida (Dracaena fragrans) ou pau-d’água onde é comercializado fragmentos do caule que brotam muito fácil em vasos com água.

Gêneros[editar | editar código-fonte]

É composta por 120 gêneros, alguns deles são: Acanthocarpus, Agave, Alrawia, Androstephium, Anemarrhena, Anthericum, Aphyllanthes, Asparagus, Brodiaea, Calibanus, Chlorophytum, Clara, Cordyline, Convallaria, Dracaena, Eustrephus, Eucomis, Fessia, Furcraeae, Hagenbachia, Herreria, Heteropolygonatum, Hosta, Hyacinthella, Hyancithus, Liriope, Leopoldia, Nolina, Ophiopogon, Paradisea, Phormium, Polianthes, Ruscus, Sansevieria, Trichopetalum, Tupistra, Urginea, Yucca e Zagrosia.

Gêneros nativos do Brasil: Clara, Cordyline, Furcraea, Hagenbachia e Herreria.

Gêneros introduzidos no Brasil: Agave, Asparagus, Aspidistra, Chlorophytum, Convallaria, Dracaena (=Pleomele), Hosta, Hyancithus, Liriope, Nolina (=Beaucarnea), Ophiopogon, Phormium, Polianthes, Ruscus, Sansevieria, Urginea e Yucca.

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  • SOUZA, V.C. LORENZI, H. 2012. BOTÂNICA SISTEMÁTICA Guia ilustrado para identificação das famílias de fanerógamas nativas e exóticas no Brasil, baseado em APG III. 3°ed. Editora Plantarum. 768 paginas
  • Angisperm families [1]
  • The Plant List [2]
  • Lista de Espécies da Flora do Brasil [3]
Ícone de esboço Este artigo sobre plantas é um esboço relacionado ao Projeto Plantas. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Asparagaceae
Wikispecies-logo.svg
A Wikispecies possui a família: Asparagaceae