Asquelminto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Os asquelmintos são um conjunto heterogêneo de animais vermiformes marinhos e de água doce, considerado ao nível de filo em classificações alternativas. Reúnem espécies representantes alongados e freqüentemente cilíndricos, não segmentados de tamanho reduzido e corpo revestido por uma cutícula.

Os asquelmintos (que já foram classificados como Aschelminthes, Nemathelminthes, Nematelmintos ou Pseudocoelomata) são animais triblásticos, protostômios, pseudocelomados (cavidade só parcialmente revestida pela mesoderme). Seu corpo cilíndrico exibe simetria bilateral. Possuem sistema digestivo completo, sistemas circulatório e respiratório ausentes; sistema nervoso parcialmente centralizado, com anel nervoso ao redor da faringe. Entre os asquelmintos, o grupo mais numeroso e de maior importância para o homem é a classe Nematoda, à qual muitos autores atribuem a categoria de filo (filo Nematelminthes).

Composição dos asquelmintos[editar | editar código-fonte]

Os grupos sistemáticos incluídos nos asquelmintos, muitas vezes considerados filos são:

Discussão filogenética[editar | editar código-fonte]

Atualmente, pensa-se que este grupo parafilético é um agrupamento artificial, baseado apenas em características comuns que podem ter resultado de estratégias evolutivas semelhantes, tal como a existência dum pseudoceloma em vez dum verdadeiro celoma, ou seja, uma cavidade cheia de líquido que rodeia o intestino e que contém o mesentério, formado pela mesoderme do embrião. Por esta razão, os protostômios foram agrupados em clades monofiléticos que incluem vários destes filos:

Esta classificação deixa de fora um certo número de filos, como os Rotifera e os Platyhelminthes, cuja filogenia ainda não está determinada.

Ecologia dos asquelmintos[editar | editar código-fonte]

Um grupo tão diverso teria de apresentar também uma grande diversidade de formas de vida: Alguns asquelmintos são parasitas, como muitos nemátodos, Acanthocephala e Nematomorpha. Muitos vivem em solos úmidos ou no sedimento de massas de água doce (gastrotricas, rotíferos e nemátodos) ou marinho (gastrótricas, quinorincas, loricíferos e outros). Os quetognatas são ativos predadores cosmopolitas no plâncton oceânico.

Muitos pequenos asquelmintos são capazes de entrar em estado de vida latente quando as condições ambientais se tornam desfavoráveis, um processo conhecido como criptobiose.

Registro fóssil dos asquelmintos[editar | editar código-fonte]

Uma vez que estes animais não possuem esqueleto, a sua fossilização é muito difícil e, das espécies mais pequenas não existem de fato quaisquer registos. No entanto, foram encontrados priapulídeos em rochas do período Cambriano e parecem estar perto da base da grande radiação evolutiva, também conhecida como Explosão Cambriana.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Invertebrados, integrado no Projeto Invertebrados é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.