Assassin's Creed: Renascença

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Assassin's Creed: Renaissance
Assassin's Creed: Renascença
Autor (es) Oliver Bowden
Idioma inglês
País  Reino Unido
Género Fantasia
Ficção histórica
Série Assassin's Creed
Editora Penguin Books
Lançamento 20 de novembro de 2009
Páginas 528
ISBN 9780141046303
Edição portuguesa
Tradução João Nuno Cruz
Editora Saída de Emergência
Lançamento 25 de abril de 2010
Páginas 400
ISBN 978-989-637-230-9
Edição brasileira
Tradução Ana Carolina Mesquita
Editora Galera Record
Lançamento maio de 2011
Páginas 378
ISBN 9788501091338
Cronologia
Último
Último
Assassin's Creed: Irmandade
Próximo
Próximo

Assassin's Creed: Renascença é um romance de fantasia e ficção histórica, escrito por Oliver Bowden, e baseado no universo de Assassin's Creed.

Lançado em 2009 pela Penguin Books, o livro é a versão literária do jogo Assassin's Creed II. Em 2010, sua continuação foi lançada, Assassin's Creed: Irmandade, versão literária do jogo Assassin's Creed: Brotherhood. Ambos os livros foram lançados pela editora Galera Record no Brasil.[1] [2]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O livro conta a história de Ezio Auditore, um jovem em busca de vingança pelo precoce assassinato de sua família. Nessa sua missão de vingança ele descobre verdades sobre seu pai e sua história. Guiado pelos Assassinos,a sua habilidade como um Assassino é aperfeiçoada até que ele se torne um deles.

Ezio, então,envolve-se numa guerra entre a Ordem dos Assassinos e os Cavaleiros Templários, cujo ambos procuram por uma cripta antiga, escondida na Itália, que contém uma tecnologia avançada que pode alterar o modo como a humanidade pensa.

Passado completamente na Itália do século XV, a história acrescenta vários personagens reais, como Rodrigo Bórgia, que é retratado como o antagonista. Diferentemente do jogo Assassin's Creed II, não se expande por um vasto período de tempo (a história do jogo também se passa no final de 2012) e toma próprias liberdades em prol da criatividade. Não há nenhuma menção sobre os eventos dos dias modernos do universo de Assassin's Creed, incluindo Desmond Miles experienciando as memórias de seus ancestrais. Algumas partes do livro, incluindo o extenso relacionamento de Ezio com Christina, foram deixados de fora do jogo e foram incluídos como "memórias reprimidas" no jogo Assassin's Creed Brotherhood.

Publicação[editar | editar código-fonte]

Assassin's Creed
(Cronologia Fictícia)

Altaïr's Chronicles
Assassin's Creed
Bloodlines
Assassin's Creed II
Discovery
Assassin's Creed II (continua)
Brotherhood
Revelations
IV: Black Flag
Assassin's Creed III
III: Liberation

Assassin's Creed: Renaissance foi primeiro publicado no Reino Unido, em 20 de novembro de 2009, pela Penguin Books, no formato de livro de bolso. Em 23 de fevereiro de 2010 foi lançado nos Estados Unidos, também pela Penguin Books, mas sob o selo da Ace Books (companhia filiada), na versão de brochura e uma versão digital para o Kindle, leitor de livros digitais da Amazon. Em Abril de 2010, o livro foi publicado em Portugal pela editora Saída de Emergência.

Apesar do livro ser uma versão literária do jogo Assassin's Creed II, ao invés de se passar em um vasto período de tempo, como na ficção do universo de Assassin's Creed, o livro só cobre os eventos passados no século XV, sem nenhuma menção aos acontecimentos do presente.

Referências