Assassinato de Martin Luther King Jr.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Assassinato de Martin Luther King
Lorraine Motel, onde Martin Luther King foi assassinado.
Local Memphis, Tennessee,  Estados Unidos
Data 4 de abril de 1968
06:01
Mortes 1 morto

O Assassinato de Martin Luther King Jr., proeminente pastor batista e ativista, ocorreu em 4 de abril de 1968 às 06:01 CST. King foi alvejado na sacada de seu aposento no Lorraine Motel, em Memphis, Tennessee. Meses após o ocorrido, James Earl Ray, um fugitivo da Penitenciária Estadual do Missouri, foi capturado no Aeroporto de Londres Heathrow e extraditado para os Estados Unidos, onde foi acusado pelo assassinato de Martin Luther King. Em 1969, Ray assumiu o crime e recebeu uma sentença de 99 anos de regime fechado no Tennessee. Após inúmeras tentativas de negar o crime novamente, Ray morreu na prisão em 1998, aos 70 anos de idade.[1]

A família King e um amplo setor da sociedade estadunidense apoiam a teoria de que Martin Luther King, Jr teria sido vítima de uma conspiração do próprio Governo; e que James Earl Ray teria sido um "bode expiatório". Esta teoria remete ainda a uma conexão a outro fato contemporâneo: o assassinato de John F. Kennedy, que ocorreu cinco anos antes.

Referências

  1. "The Assassination of Martin Luther King, Jr.". Página acessada em 2 de novembro de 2013.
Ícone de esboço Este artigo sobre um crime é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.