Assembleia dos Notáveis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde abril de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Assembleia dos Notáveis, convocada em 22 de fevereiro de 1787 para resolver a crise financeira francesa, era composta principalmente por membros do clero, que se recusou a adotar qualquer reforma tributária que fosse contra os privilégios da classe de seus integrantes.

Diante do fracasso da Assembleia dos Notáveis em resolver a crise financeira, o rei Luís XVI convocou, em 1789, a Assembleia dos Estados Gerais, depois de 175 anos de inatividade.

Para a Assembleia dos Estados Gerais foram eleitos 279 deputados do clero, 287 da nobreza e 556 do Terceiro Estado, dos quais a maioria era composta de representantes da burguesia.

A Assembleia dos Estados Gerais iniciou seus trabalhos em maio de 1789. O clero e a nobreza se dividiram, o que aumentou a força do Terceiro Estado, disposto a implementar medidas efetivas para a contenção da crise.

O Terceiro Estado conseguiu apoio do baixo clero e da pequena nobreza e, diante da disposição da burguesia em realizar reformas políticas, sociais e econômicas, em junho de 1789 ocorreu a proclamação da Assembleia Constituinte.


Ícone de esboço Este artigo sobre a história da Europa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Assembleia dos Notáveis