Associação Atlética Rodoviária

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rodoviária
Nome Associação Atlética Rodoviária
Alcunhas Time dos Rodoviários
Fundação 20 de janeiro de 1960
Estádio Parque Amazonense
Capacidade 14.000
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

A Associação Atlética dos Rodoviários do Amazonas foi um clube brasileiro de futebol, da cidade de Manaus, capital do Estado do Amazonas. Era formado por funcionários do Departamento de Rodagens de Manaus. O clube foi extinto no ano de 1976.

História[editar | editar código-fonte]

A associação foi originada no Departamento dos Rodoviários do Amazonas ou Departamento de Estrada de Rodagem(DERAM), a extinção da referida entidade resultou também na extinção da associação fundada por ela em 1960. A Rodoviária profissionalizou-se no futebol em 1969 com a entrada no Campeonato Amazonense de Futebol, disputou as edições de 1969-70-71-72-73, parando em 1974, um ano depois de ser campeã estadual, voltou em 1975, parando mais uma vez em 1977 para não voltar mais.

Durante sua existência, disputou além do estadual, uma Copa Regional e foi também convidada para vários torneios amistosos no interior, no Acre, Rondônia, Roraima e Pará.

Último jogo
Seu último jogo disputado foi em 18 de Julho de 1976 com a derrota pelo placar de 2-1 para o São Raimundo.
Dados da Rodoviária
  • Fez o último jogo profissional do Parque Amazonense, em 8 de Julho de 1973, onde foi derrotada pelo Rio Negro por 3-1 perante um público de 4.459, em sua maioria rionegrinos. O mesmo Rio Negro seria seu vice-campeão no campeonato da mesma temporada.
  • Foi o primeiro representante amazonense no Campeonato Brasileiro de Futebol, disputando a Série B de 1971.
  • Vice-campeão do Norte em 1971 perdendo na decisão para o Clube do Remo.
  • No seu único título, bateu o mega-favorito Rio Negro na final com os placares de 1-0 e 1-1, vencendo, além do Rio Negro, sua fiel torcida, que compareceu em grande número nos dois jogos da Colina.
  • Foi o último clube a ser campeão, antes do domínio de mais de 20 anos da dupla RIONAL que perdurou de 1974 à 1991.
  • Único campeão do profissionalismo a estar definitivamente extinto.
  • O primeiro jogo entre clubes profissionais do Estádio Vivaldo Lima foi no dia 4 de Março de 1971, em preliminar do clássico RIONAL, o Fast Clube bateu a rodoviária por 2-1, válido pelo torneio Danilo Areosa, reforçando a ideia de que durante sua existência no futebol profissional, foi a 4º força do futebol amazonense.
  • O goleiro Iane, futuro ídolo do Rio Negro, defendeu a Rodoviária no título de 1973.

Símbolos[editar | editar código-fonte]

Nome[editar | editar código-fonte]

A Rodoviária chegou a utilizar nos calções o acrônimo "AARA" e, pelo fato de ser uma Associação, foi chamada de Rodoviária ao invés de Rodoviários do Amazonas. O nome deve se ao fato de ter sido fundada pela DERAM.

Uniforme[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro uniforme: O uniforme numero 1, possuía faixas verticais, pretas e azuis em largura maior, e, nos intervalos entre pretas e azuis, faixas brancas mais finas. As golas e mangas eram brancas, e shorts e meias pretos.
  • Segundo uniforme: No uniforme Nº2, predominava o branco com destalhes em azul e preto na gola e nos punhos.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estaduais[editar | editar código-fonte]

Regionais[editar | editar código-fonte]

Outros[editar | editar código-fonte]

  • Torneio Flaviano Limongi: 1970

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.