Associação Desportiva de Machico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Machico
Nome Associação Desportiva de Machico
Alcunhas Tricolores, Manitos
Fundação 14 de abril de 1969 (45 anos)
Estádio Municipal de Machico
Capacidade 3.300
Localização Machico,  Portugal
Presidente Portugal José Manuel Belo Alves
Treinador Portugal Marco Paiva
Patrocinador Ferragens Vieira
Material esportivo Desportreino
Competição Portugal III Divisão (Série Madeira)
Website Site oficial
Kit left arm whiteborder.png Kit body greensides.png Kit right arm whiteborder.png
Kit shorts.png
Kit socks.png
Uniforme
titular
Kit left arm.png Kit body blueshoulders.png Kit right arm.png
Kit shorts.png
Kit socks.png
Uniforme
alternativo
editar

A Associação Desportiva de Machico é um clube português, localizado na cidade de Machico, na Região Autónoma da Madeira, que movimenta mais de 400 atletas nas mais variadas modalidades.

História[editar | editar código-fonte]

Origens e fundação[editar | editar código-fonte]

O clube foi fundado a 14 de abril de 1969 resultando da fusão entre dois clubes locais: o Sporting de Machico e o Belenenses de Machico.

Desde meados de 1968 que os dirigentes do Sporting e do Belenenses de Machico sentiam necessidade em unir esforço para que a realidade desportiva fosse reforçada e com esse esforço, os resultados seriam muito melhores.

Depois de diversas reuniões realizadas no Hotel do Santo, nasce a ADM, Associação Desportiva de Machico a 14 de Abril de 1969, fruto da fusão do Sporting e do Belenenses de Machico.

Nesse sentido as cores escolhidas foram: verde (cor do Sporting), azul (cor do Belenenses) e o branco (cor da paz, da harmonia e da pureza).

A entrada nos Nacionais[editar | editar código-fonte]

Clube de um concelho conhecido pela sua apetência e garra colocadas na prática de inúmeros desportos, o Machico começa a se notabilizar no panorama desportivo madeirense. Fazendo da sua casa o antigo Campo Municipal Tristão Vaz, o clube fica rapidamente conhecido pelo apoio prestado pelas suas gentes locais, sempre muito zelosas em defesa das suas cores.

Na década de 80, o clube ganha o Campeonato da Madeira e ascende à 3ªDivisão Nacional - Série E, onde permanece alguns anos.

O sonho insustentável[editar | editar código-fonte]

Na década de 90, sob comando de um jovem treinador brasileiro chamado Dário Filho, a equipa vence o campeonato e ascende à extinta 2ªDivisão - Zona Sul tendo na sua época de estreia conseguido um meritório 2ª lugar, ficando a poucos pontos da promoção.

Pese o forte apoio, quase militante dos seus adeptos e mesmo tendo atrás de si a força de um concelho, a curto prazo estas fortes apostas financeiramente insustentáveis deixam o clube numa grave e delicada situação financeira.

Paralelamente o clube abandona o velhinho e mítico Campo Tristão Vaz - situado no centro da cidade de Machico e transfere-se para o novo Estádio Municipal de Machico, edificado em 1996.

Lenta Recuperação e a consolidação do Parque Desportivo[editar | editar código-fonte]

O clube acaba por se ressentir desportivamente das arrojadas apostas efectuadas, entrando numa fase em que andou num autêntico carrossel entre a 2ª Divisão B e a 3ª Divisão - Série E.

No entanto a construção e consolidação do seu parque desportivo, vem fornecer as bases para o retornar da equipa à 2º Divisão- Série A, tendo ficado em 2ºlugar na 3ª Divisão - E. Seu actual presidente é José Manuel Alves Belo.

Plantel actual[editar | editar código-fonte]

Goleiros
Jogador
' Portugal André
' Portugal Luís Carlos
Defensores
Jogador Pos.
' Portugal Igor Ornelas Z
' Portugal Vítor Silva Z
' Portugal Luís Pestana Z
' Portugal Hugo Freitas Z
' Portugal Nelito Z
' Portugal Paulo Z
' Portugal Saruga Z
Meio-campistas
Jogador Pos.
' Portugal Hélder Vieira M
' Portugal David Vieira M
' Portugal Bruno Abreu M
' Portugal César M
' Portugal Nuno Quintal M
' Portugal Bruno Moniz M
' Portugal José Júlio M
' Portugal Pedrão M
' Venezuela Futre M
Atacantes
Jogador
' Portugal Fábio Maradona
' Portugal Ricardo Drumond
' Portugal Abel
' Portugal Pedro Graça
' Portugal Quaresma
' Portugal Hugo
' Portugal Pedro Melim
Comissão técnica
Nome Pos.
Portugal Marco Paiva T

Histórico[editar | editar código-fonte]

Nº Presenças Títulos
Temporadas na 1ª 0
Temporadas na 2ª 0
Temporadas na 2ªB 8 (a decorrer)
Temporadas na 3ª 10
Taça de Portugal -
Taça da Liga 0

Classificações[editar | editar código-fonte]

Escalão 00/01 01/02 02/03 03/04 04/05 05/06 06/07 07/08 08/09
Liga Sagres - - - - - - - - -
Liga Vitalis - - - - - - - - -
II Divisão - - - - - - - 13º -
III Divisão - - 11º - - - - - -
1º Escalão Dist. - - - - - - - - -

Modalidades[editar | editar código-fonte]

Num concelho com uma larga tradição desportiva, a prática desportiva não se esgota no Futebol, tendo o clube também secções de Futsal, Natação, Voleibol e Karaté.

Destas todas, o Voleibol sem dúvida é a mais mediática e a que maior visibilidade trouxe ao clube e ao concelho de Machico. Desde meados da década de 90 que o clube está num autêntico sobe e desce entre a Divisão A1 e a Divisão A2 masculinas.

Na época 2006/2007 e depois de ter conseguido subir, contra todas as expectativas o clube conseguiu um 7ºlugar na Divisão A1.

Parque Desportivo[1] [editar | editar código-fonte]

A equipa de Futebol disputa os seus jogos caseiros no Estádio Municipal de Machico,[2] um recinto inaugurado em 1996 e restaurado em 2005, contando com uma capacidade de 3300 lugares sentados, com pista de tartan e homologado para poder receber competições internacionais.

O clube usufrui ainda de um campo de futebol sintético de apoio às camadas jovens construído a norte do estádio, que recebeu o nome do mítico e desaparecido Campo Tristão Vaz Teixeira.

Em anexo existe desde meados de 2005 a Piscina de Machico, junto à escola secundária local, local onde se pratica a modalidade de Natação.

O Pavilhão de Machico, também está junto aos restantes equipamentos, sendo datado de meados da década de 80, servindo de suporte à prática das modalidades de Futsal e Voleibol.

Adeptos[editar | editar código-fonte]

Com uma devoção quase militante à equipa, o Machico tem das maiores e mais fiéis massas adeptas de todos os clubes da Região Autónoma da Madeira. É por muitos considerado o segundo maior clube da região neste aspecto. O ambiente criado no antigo Campo Tristão Vaz ajudou a fortalecer essa ideia de que os seus adeptos são bairristas e muito aguerridos no apoio às suas cores.

Tem uma claque organizada chamada Ultras Tricolores.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]