Assurnasirpal II

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo. Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Trechos sem fontes poderão ser removidos.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing.

Assurnasirpal II (também Assurnasirabal ou Assur-Nasir-Apli, do assírio Ashur-nasir-habal, "Assur é o protetor do filho")[1] foi um rei assírio, filho de Tuculti-Ninurta II. Governou a Assíria de 884 a.C. a 859 a.C. estendeu o domínio assírio a Norte e a Este.

No século IX a.C., Assurnasirpal II afirma ter restaurado a cidade duma condição decadente e feito dela sua capital, construindo muralhas maciças, fortificadas com dezenas de torres, um palácio real e templos; estes incluíam uma torre-zigurate de uns 38 m de altura. As pesquisas indicam que a cidade abrangia uma área de 358 ha e continha não somente palácios, templos e casas, mas também jardins e pomares, sendo regada por um canal escavado desde o rio Zab. Declara-se que o banquete provido por Assurnasirpal, ao terminar a sua nova capital, incluía todos os habitantes da cidade, mais os dignitários visitantes, num total de 69.574 pessoas.

Quando escavadas, as ruínas de Calá revelaram alguns dos melhores exemplos da arte assíria, inclusive colossais leões alados, com cabeça de homem, e touros alados, muitos baixos-relevos gigantescos que revestiam as paredes do palácio, e também uma rica descoberta de objetos de marfim, lindamente esculpidos. Encontrou-se uma estátua de Assurnasirpal, muito bem conservada, bem como a pedra chamada de Obelisco Negro de Salmaneser III, que cita o Rei Jeú, de Israel, como pagando tributo à Assíria.

As suas guerras, traduzidas por campanhas devastadoras devastaram as muitas das terras que faziam fronteira com o seu império. No entanto teve sempre o cuidado de não atacar os seus mais poderosos vizinhos, como Urartu a Norte, Aram a Oeste, e a Babilónia ao Sul que só hostilizou de forma furtiva, mas a quem no entanto conseguiu conquistar o território que hoje é o Líbano.

Numa das suas campanhas guerreiras, chegou até ao mar Mediterrâneo. No regresso, fez da cidade de Calaha a capital, em vez da cidade de Assur.

O palácio de Assurnasirpal II foi terminado em 879 a.C. em Kalhu. A sua localização actual é ao norte do actual Iraque.

A sua sede de poder tornou-o conhecido na história pelas desordens que dinásticas que causou no império. Sitiou militarmente seu pai na nova capital que este havia fundado, a cidade de Kar-Tukulti-Ninurta, é segundo alguns historiadores terá mesmo assassinado o pai. A morte deste rei provocou toda uma época de desordens no Império Assírio de que este levou muitos anos a se recuperar, só o conseguindo de forma segura no reinado de Tiglate-Pileser III.

Assurnasirpal II não chegou verdadeiramente a subir ao trono visto que seu irmão Assurnadinapli se apoderou do reino.

Foi precedido por Tuculti-Ninurta II e sucedido por Salmanaser III.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre reis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.