Astérix nos Jogos Olímpicos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de Caixa de informação
Sinta-se livre para editá-lo para que possa atingir um nível de qualidade superior.


Astérix nos Jogos Olímpicos é o décimo-segundo livro da série Astérix, por René Goscinny (histórias) e Albert Uderzo (ilustrações).

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Um legionário do campo entrincheirado de Aquarium é apurado para os jogos olímpicos, despertando o interesse dos gauleses pelo desporto. Para poderem participar nos jogos auto-proclamam-se romanos (pois só os romanos e os gregos podem participar) e todos os homens da aldeia partem para a Grécia para assistir a Astérix e Obélix a participar nas provas olímpicas.

Os romanos receosos de uma derrota denunciam que os gauleses pretendem usar a poção mágica para vencer as provas. Como efeito Obélix fica impedido de participar, ficando Astérix como único participante galo-romano.

Os jogos são facilmente dominados pelos atletas gregos, por esse facto os organizadores são obrigados a promover uma prova só para atletas romanos (para os jogos não perderem interesse). Astérix monta uma armadilha de modo a todos os atletas romanos tomarem poção mágica. Como era evidente os romanos venceram a prova e acabaram sendo denunciados por um corante que Panoramix acrescentou à poção, acabando Astérix por vencer a prova.

Cinema[editar | editar código-fonte]

Este álbum foi adaptado ao cinema em 2008, através do filme homónimo Astérix nos Jogos Olímpicos.