Aston Martin DB1

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aston Martin DB1
AstonMartinDB1PJS 1.JPG
Visão Geral
Produção 1948-1950
15 produzidos
Fabricante Aston Martin
Modelo
Classe Desportivo
Carroceria Roadster de dois lugares
Ficha técnica
Motor 2.0L I4
Layout Motor dianteiro, tracção traseira (FR)
Cronologia
Último
Último
Aston Martin DB2
Próximo
Próximo


O Aston Martin DB1 foi um carro desportivo produzido pela Aston Martin de 1948 a 1950. Era também conhecido como o 2-Litre Sports. Foi o primeiro carro da companhia produzido com o novo director, David Brown (daí as letras DB no nome do carro). Foi introduzido no British International Motor Show em 1948 e era baseado no protótipo "Atom". Apenas 15 carros foram vendidos.

O Atom era um projecto que a Aston Martin desenvolveu durante a II Guerra Mundial. O seu chassis de estrutura tubular e o motor de quatro cilindros com 2.0L foram desenvolvidos por Claude Hill.

Pouco depois de David Brown ter comprado a Aston Martin, a construção começou numa versão actualizada. O protótipo entrou numa corrida de 24 Horas em Spa em 1948 como uma maneira de testar a sua durabilidade, e o carro ganhou a corrida com condutores como St. John Horsfall e Leslie Johnson. O carro de Spa foi reconstruído e mostrado no British International Motor Show como uma exemplo da nova série "Spa Replica" para venda pública, mas não havia compradores. O único carro de Spa tem sido mantido recentemente no Museu de Motores Holandês. Em 2006 voltou ao Reino Unido para ser inteiramente restaurado.

Juntamente com o carro de Spa, Brown direccionou a Aston para produzir um roadster de 2 lugares com uma carroçaria mais convencional para o British Motor Show. Este 2-Litre Sports, como o nome sugeria, usou o motor 2.0L de Claude Hill. Esta unidade de 90 cv conseguia propulsionar este veículo pequeno e leve até aos 150 km/h.

Depois da introdução do substituto DB2 em 1950, com o motor Lagonda de 6 cilindros em linha, o 2-Litre Sports começou a ser largamente conhecido como o DB1. Neste ponto, apenas 12 carros tinham sido produzidos. No entanto, como o DB2 tinha capota rígida e se os clientes queria um descapotável, os carros número 13, 14 e 15 foram feitos por encomenda.

Referências[editar | editar código-fonte]